Notícia

2019 chegou! Confira o que diz a astrologia sobre este novo ano

O astrólogo Yov Glaucio explica como a posição dos planetas influencia a vida e, de forma geral, diz como será 2019

O ano novo segundo a astrologia
O ano novo segundo a astrologia
Foto: Unsplash

Em todo final de ano, fazemos planos e especulações de como será o ano seguinte. Porém, no campo da astrologia alguns desses “mistérios” já podem ser desvendados, e, de acordo com a posição dos planetas, os dias, e meses do ano que chega já não são mais um mistério.

O astrólogo Yov Glaucio explica que todo ser – animado ou inanimado, como empresas, por exemplo – tem um mapa astral, um conjunto de traçados que indica a posição exata dos planetas no céu no momento do nascimento daquele ser, e este pode ser determinado pela data e horário do nascimento. E como os planetas continuam em movimento ao longo dos anos, para descobrir como vai ser cada período, é possível comparar o céu estático do nascimento (mapa astral), ao céu em movimento atual.

Leia também

“Se no mapa do nascimento do ser, por exemplo, estiver indicando que de julho a setembro de 2019, o planeta saturno no céu vai fazer um aspecto tenso ao planeta vênus do seu mapa natal, isso vai significar que se esta pessoa estiver em um relacionamento conturbado, o relacionamento tende a acabar. E se for o caso de uma empresa, não vai cair dinheiro na conta”, exemplificou o astrólogo, que complementa. “Só que sabendo disso antes, com a astrologia, você pode se planejar quanto a esses acontecimentos, e esse é o grande valor dessa ciência.”

Yov explica que essa influência acontece por causa da lei dos semelhantes, ou seja, os planetas representam coisas semelhantes para nossa vida na terra, e assim o movimento deles causa uma influência, da qual reagimos mesmo que involuntariamente.

SOL EM CADA SIGNO

Cada mês do ano é destinado a um signo em especial, e quando isso acontece, as qualidades, defeitos, e virtudes daquele signo ficam mais evidentes ao longo do período. “O zodíaco é uma roda de animais que tem 360 graus ao redor do nosso sistema solar, e é dividido em 30 graus para cada signo. Como o sol percorre 1 grau por dia, em um mês ele andou os 30 graus de cada signo. E dessa maneira, quando o sol está em algum desses signos ele o ilumina, deixando a sua presença mais forte”, explica Yov Glaucio.

> Living Coral: como incluir a cor de 2019 da Pantone na decoração

E por isso, não existe “melhor” ou “pior” mês do ano, apenas algumas fases que podemos evidenciar. Yov esclareceu que durante os eclipses é que podem ocorrer as maiores mudanças, por conta de ser um período que tem muita influência das forças da natureza. E revelou que janeiro de 2019 pode ser um ano conturbado em relação aos desastres naturais.

E sobre os temidos períodos retrógrados - aqueles especulados como os piores do ano, Yov explicou que acontecem quando algum planeta apresenta um movimento similar ao “andar para trás”, passando por um eixo elíptico. E assim é como se as questões relacionadas com aquele planeta ficassem complicadas. “No caso de mercúrio retrógrado, por exemplo, as comunicações ficam difíceis, pois esse é o planeta responsável por reger essa área da comunicação”, esclareceu o profissional. “O estudo da astrologia é uma ciência complexa, mas que pode revelar muitas coisas”, finalizou.

 

 

Ver comentários