Notícia

Letícia Salgado abre seu baú para a Revista.AG

A empreendedora contou um pouco mais sobre seus novos planos, carreira e ainda exibiu seus objetos favoritos

Abrindo o baú
Abrindo o baú
Foto: Bernardo Coutinho

Este verão não será igual ao que passou. Pelo menos para Letícia Salgado, 36 anos, que abriu recentemente o Casa Graviola, em Vitória, com as amigas Lorena Cota e Aline Preste. O restaurante é um sucesso no Rio de Janeiro. “Conheci o Graviola numa sexta-feira 13. Fui visitar minha melhor amiga, a Lorena, que tinha acabado de ser transferida para o Rio de Janeiro. Fomos à praia, alugamos uma bike e partimos para o restaurante no Leblon. Amamos o lugar, a comida e o atendimento. Na segunda-feira seguinte recebemos uma ligação e assinamos contrato 45 dias depois”, conta.

Os pratos - saudáveis e cheios de sabores - são preparados com alimentos orgânicos e de produtores locais. “Não precisamos adaptar o cardápio, porque o perfil de comida do capixaba é muito próximo ao do carioca”, conta ela que nunca pensou em ter um restaurante. “Adoro comer, porém não sou boa de cozinha. O que me une ao Graviola são os propósitos afins: espalhar amor, seja cozinhando, seja abrindo um negócio, seja dando emprego a 16 famílias, seja atendendo com carinho”. Letícia também trabalha com desenvolvimento pessoal, adora viajar, já morou na Argentina e em Malta e ama praia. “Tenho tanto amor à praia, que passar em frente já me acalma. Tenho bolsa de praia montada e pronta para ir a qualquer hora”.

Abrindo o baú
Abrindo o baú
Foto: Bernardo Coutinho

DEVOÇÃO

Sou devota de Cosme e Damião e em todas as minhas orações, abaixo de Deus, eles estão presentes. Tenho imagem deles em cada uma das minhas duas casas.

 

 

Anel e aliança
Anel e aliança
Foto: Bernardo Coutinho

HERANÇA

Quando minha avó faleceu, houve uma divisão dos seus pertences entre os filhos. Meu pai ficou com alguns e, surpreendentemente, a aliança de casamento dela fazia parte. Esta joia veio de presente para mim e quero um dia passar para minhas filhas.

NÃO DOU, NÃO VENDO E NÃO TROCO

O anel que ganhei da minha mãe na minha época de debutante. A peça representa todo o carinho dela em me dar algo que ficasse comigo sempre.

Abrindo o baú
Abrindo o baú
Foto: Bernardo Coutinho

COLEÇÃO

Como viajo muito, cada país que vou compro um copo de tequila que represente a cultura local. Eles me remetem aos momentos que vivi nos países que fui.

 

 

Abrindo o baú
Abrindo o baú
Foto: Bernardo Coutinho

GUARDO COM CARINHO

Em uma das minhas viagens, comprei três budas em miniatura. Eles representam cada uma de nós que formamos a sociedade no restaurante: eu, Lorena Cota e Aline Preste. Representa nossa amizade e união.

Abrindo o baú
Abrindo o baú
Foto: Bernardo Coutinho

EU ADORO

O quadro de madeira com os dizeres “Onde você investe seu amor você investe sua vida”, que compõe a decoração do restaurante,

representa minha essência.

 

 

 

 

Ver comentários