Notícia

Bolsa colar e bolsa-cinto: novos hits para uma vida multitarefas

Nas semanas de moda da Europa ficou claro: a bolsa virou colar e o cinto se repaginou como um acessório funcional, a bolsa-cinto

Para as fashionistas de plantão, meia tendência bast (risos). Isso porque a moda é cíclica, mas também inovadora. Nas semanas de moda passadas, podemos ver que a bolsa virou colar, e o cinto se repaginou como um acessório funcional, e virou até bolsa-cinto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por B L O G • D A • I S A (@blogdaisaaoficial) em

A Chanel apresentou suas versões da bolsa colar em Paris, durante o desfile da coleção de verão 2019. Outra grife francesa que também apostou na trend foi a Jacquemus, com suas mini versões da bag, que conquistou fashionistas do mundo todo.

Já a bolsa-cinto se consolidou com a label italiana Fendi, que também conquistou os looks das fashionistas, com seu modelo de diferentes cores neutras.

“Acredito que essas tendências vêm das várias funções dessa nossa vida de multi tarefas, porque cada vez mais carregamos menos coisas, e necessitamos de estar mais “livres” para resolver os afazeres do dia a dia, até mesmo no fim de semana”, avalia a consultora de Imagem Brunella Sgaria.

Segundo Elian Ramile, consultora de imagem e identidade, essas novas bolsas são acessórios que chegaram para quebrar as regras e, assim como as pochetes, atraem pela forma com que dão a possibilidade de transportar o mínimo possível com diversas variações de modelos. “A forma de utilização depende muito da produção que for feita e dos modelos. Temos desde as pequenas e discretas, até as mais extravagantes em cores e formas”, complementa ela.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por JACQUEMUS (@jacquemus) em

Sobre as formas de uso da bolsa colar ela indica: “Uma forma da produção ser mais discreta é usando peças menores, com menor contraste de cor de roupa, e pouco volume. Sendo assim a bolsa irá funcionar bem como um colar maior”, diz a consultora Elian.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por bjoy (@b.joy_b.joy) em

Sobre os cintos, Brunella Sgaria garante que essa peça - o cinto em si- deixou de ser apenas algo para dar sustentação a calça, e passou a ser um objeto de estilo, usado para complementar os looks. E Elian Ramile complementa dizendo que a tendência das bolsas-cinto pode pegar para aqueles mais ousados, que gostam dessa proposta diferente na produção. “Mas vale ressaltar que a questão está muito mais em como escolher o modelo que atende ao estilo de cada um”, finaliza a consultora.

 

 

Ver comentários