Notícia

Férias de julho: arquiteta ensina a organizar o quarto de hóspedes

Não é necessário um estilo rebuscado, pois a decoração deve oferecer conforto e espaço para o visitante guardar seus pertences

Projeto: Studio Cris Paola
Projeto: Studio Cris Paola
Foto: Hamilton Penna

As férias do meio do ano chegaram – para a alegria das crianças que podem dormir até mais tarde e dos pais que juntos podem seguir em viagem para visitar avós e familiares mais distantes. Independentemente da idade, receber em casa não demanda uma regra definida. Todavia, cabe ao anfitrião o papel de proporcionar conforto e a atenção que o hospede demandará.

> Confira 5 projetos de home office práticos para se inspirar

Além disso, é preciso contar com um ambiente aprazível, que possa receber bem sem tirar a privacidade de quem mora na casa. Pensando em como hospedar da melhor forma, a arquiteta Cris Paola,preparou algumas dicas para produzir um quarto de hóspedes dos sonhos.

Para começar, Cris aconselha não guardar nada que pertence à família nesse cômodo. “Deixe o ambiente livre de roupas ou objetos usados pelos moradores. Quarto de hóspedes não pode ser confundido como 'quartinho da bagunça'”, indica a arquiteta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Jenny Plantastic (@what.the.hygge) em

Cama de casal ou de solteiro?

Segundo a profissional, é sempre melhor optar por uma cama de casal para abrigar com mais conforto. “Mas, é possível também compor o quarto com duas camas de solteiro. Muitos preferem esse layout com a ideia de receber não apenas casais, como também pessoas solteiras. E, se necessário for, é possível juntar as camas”, revela Cris.

> Confira dicas de iluminação para usar na casa durante o inverno

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Meu Apê 1912C (@apto1912c) em

Mobiliário

O mobiliário é essencial na hora de receber, já que ele será responsável por deixar todos os pertences da pessoa organizados. É possível optar por um armário com cabideiro, uma cômoda com no mínimo duas gavetas ou três prateleiras. Cris afirma que é importante pensar que mais de uma pessoa pode coabitar o mesmo espaço.

> Parede preta é tendência no décor e garante aconchego na estação fria

Vale também considerar um móvel ou espaço que abrigue a mala de forma que não fique espalhada pelo quarto ou acumulando pó embaixo da cama. “O apoiador de mala pode ter a altura convencional de 0,60 cm e gavetas ou prateleiras na parte inferior, recurso que otimiza o espaço de guardar as roupas”, diz a arquiteta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por a l i c j a . d (@my_norfolk_nest) em

Cobertores, travesseiros extras, enxoval de cama e toalhas de banho

Há pessoas que dormem com mais de um travesseiro. Para que seu convidado não se sinta constrangido com o seu costume tão pessoal, Cris recomenda dispor de alguns travesseiros extras reservados para ocasiões como essa. Com relação aos jogos de cama e tolhas de banho, vale contar com peças específicas para visitantes.

Fundamentais para dias frios, cobertores, mantas e edredons também devem ser considerados. “Antes do hóspede chegar, vale tirá-los do armário e verificar se as peças não precisam de uma lavagem ou um tempo no sol para mandar os ácaros embora”, explica Cris.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Andrea Nehrenberg (@blumen_und_ambiente_reutlingen) em

Espelho e objetos decorativos

Espelhos são sempre bem-vindos, já que são perfeitos para decorar, ampliar o ambiente e ainda ajuda ao hóspede a se arrumar. Por isso, prefira posicionar a peça na vertical para que a pessoa possa se ver por completo. “Procure deixar o quarto o mais afetivo possível. Pequenos detalhes como porta-joias, revistas do mês ou livro de cabeceira transmitem a sensação de bem querer”, indica Cris.

Ver comentários