Notícia

12 tendências de negócios para 2018

Saiba como escolher a área de atuação e elaborar o plano de negócios

Abrindo um novo negócio
Abrindo um novo negócio
Foto: Divulgação

Casas de chá, instituições para idosos e atividades de estética são algumas das atividades que estarão em alta em 2018, de acordo com o Sebrae. A instituição elaborou um estudo que aponta as 12 áreas mais promissoras este ano. Entre as opções, estão empreendimentos com baixo investimento inicial.

De acordo com o levantamento, os negócios com mais chance de retorno estão nas áreas de alimentos e bebidas; vestuário e calçados; construção; saúde; educação; serviços pessoais; serviços especializados; vendas; comunicação e computação; informática, entretenimento e lojas de conveniência.

Vale destacar que cerca de 11,7 mil empresas foram abertas no ano passado no Espírito Santo. Boa parte dos novos empresários acredita que este é o melhor caminho para escapar das oscilações do mercado de trabalho e encontrar a estabilidade financeira. Entretanto, também é grande a quantidade de empreendedores que têm o sonho frustrado pela falência.

Para a gestora do projeto de atendimento remoto do Sebrae-ES, Andréa Gama, a diferença entre aqueles que alcançam o sucesso e os que perdem todo o investimento pode estar em uma das etapas mais importantes do negócio: o planejamento.

Andréa afirma que embora esses empreendimentos sejam as principais tendências do ano, há muitas outras oportunidades para quem ainda não decidiu a área de atuação. O site do Sebrae lista 450 ideias de negócios para quem quer empreender. A decisão deve levar em consideração fatores como a afinidade com a atividade e os recursos disponíveis para o investimento.

Uma vez escolhida a ideia de negócio chega o momento de saber se ela é viável, se tem concorrência no local onde o empreendedor pretende atuar, o quanto será necessário para iniciar a atividade, dentre outras informações. Às vezes, a pessoa investe todo o recurso que possui na montagem de um empreendimento sem ter feito o plano de negócio, e fica refém de situações que poderiam ter sido previstas no plano, como falta de fornecedor ou falta de mão de obra qualificada, por exemplo
Andréa Gama

Plano de negócios

Todo este planejamento pode ser feito por meio do Plano de Negócios. No portal do Sebrae, o empreendedor encontra o passo a passo para elaboração, além de cursos de qualificação na modalidade de Educação à Distância (EAD) totalmente gratuitos. O site oferece gratuitamente capacitação, manual, software e a possibilidade tirar dúvidas por meio do chat online – no campo Fale com um Especialista. Outra opção é contratar uma consultoria para ajudar o empreendedor no desenvolvimento do plano. “Se preferir, é possível contratar uma consultoria por valores subsidiados. O investimento é R$ 700 e pode ser parcelado em até dez vezes”, afirma Andréa.

Saiba o que não pode faltar no Plano de Negócios:

O que não pode faltar no Plano de Negócios
O que não pode faltar no Plano de Negócios
Foto: Estúdio Gazeta

Clique aqui e confira o passo a passo completo ou tire dúvidas com um especialista.

Áreas mais promissoras para 2018, de acordo com o Sebrae:

• Alimentos e bebidas: lanchonetes, casas de chá, de sucos, comércio de alimentos, fornecimento de alimentos preparados, bares, restaurantes, comércio de bebidas e fabricação de produtos de padaria e confeitaria;

• Vestuário e calçados: confecção de roupas, confecção sob medida, comércio de vestuário e calçados;  

• Construção: Pequenas reformas, instalação e manutenção elétrica, serralheria, comércio de material de construção e serviços de pintura;

• Saúde: Venda de planos de previdência complementar e de saúde, atividades de condicionamento físico, serviço de diagnóstico por imagem, atividades de fisioterapia, atividade médica ambulatorial, ensino de esportes, instituições para idosos e serviços veterinários;

• Educação: serviços de educação infantil, treinamento profissional/gerencial, transporte escolar, ensino de esportes;

• Serviços pessoais: cabeleireiros, manicure e pedicure, atividades de estética e beleza, comércio de cosméticos;

• Serviços especializados: Transporte de carga, serviço de taxi, lavagem/lubrificação/polimento de veículos, lanternagem e pintura de veículos, serviço de entrega rápida, produção de fotografia e serviços de contabilidade;

• Vendas: marketing direto, promoção de vendas, representação comercial, fabricação de letreiros;

• Comunicação/Computação: serviço de comunicação/multimídia, desenvolvimento de softwares, portais/provedores de conteúdo e outros serviços de internet.

• Informática: comércio de equipamentos de informática

• Entretenimento: casas de festas e eventos, organização de feiras, congressos, exposições e festas

• Lojas de conveniência