Notícia

O que significa Ibes e a história do bairro planejado com forma de flor

Um dos bairros mais tradicionais de Vila Velha foi criado com o objetivo de construir habitações populares para as pessoas mais carentes do estado

O bairro Ibes, em Vila Velha, possui o formato de uma flor
O bairro Ibes, em Vila Velha, possui o formato de uma flor
Foto: Reprodução / Google Maps

O bairro Ibes, em Vila Velha, é um dos mais tradicionais da cidade, mas você sabe o que significa Ibes? E quando o bairro surgiu? Ibes é, na verdade, a sigla de Instituto do Bem-Estar Social, criado em 1952 pelo governo do Estado (o governador era Jones dos Santos Neves) com o objetivo de construir habitações populares para as pessoas mais carentes do estado.

O instituto produzia o material de construção, levantava os empreendimentos e financiava as habitações em preços e condições mais acessíveis. O que hoje é conhecido como Ibes era, na verdade, o Núcleo Residencial Alda Santos Neves, construído com blocos pré-moldados e telhas francesas de cimento. O local pode ser considerado o primeiro bairro planejado com essa perspectiva de que se tem notícia no Estado.

O professor da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Carlos Teixeira de Campos Júnior, suspeita que a areia era extraída próximo ao local das construções e junto da fábrica. Já o cimento em parte seria fornecido a preço de custo pela fábrica de Cachoeiro de Itapemirim, que pagava seus impostos em cimento.

"Era um bloco para a fundação, um bloco para as paredes, caibros de madeira e telhas de cimento para usar o material dali mesmo. Na época tinha um debate de engenheiros e arquitetos para essas experiências. Esse diálogo acontecia nos grandes centros, mas isso foi muito particular no Espírito Santo", explicou o professor.

Carlos Teixeira atribui a construção do local à uma perspectiva avançada do governador da época, Jones dos Santos Neves. "Era um governo preocupado com a industrialização. Ele faz o bairro com interesse em construir um espaço onde tivesse moradia para o trabalhador, para que pudesse favorecer a industrialização do local", detalha.

O bairro que tem forma de flor

As ruas retas do bairro que vão ao encontro de uma grande praça no meio são característicos do local e, ao observar uma imagem aérea, pode-se perceber o formato de uma flor. Há quem diga que a forma seria uma demanda do governador Jones dos Santos Neves para homenagear a esposa, cujo nome batizou, inicialmente, o bairro "Núcleo Residencial Alda Santos Neves".

O professor Carlos Teixeira considera a hipótese difícil. "Se o governador quisesse homenagear a mulher ele faria isso de maneira mais simples, talvez dando flores literalmente", brinca.

O formato do bairro é, na verdade, mais um dos traços da arquitetura racional utilizada no projeto. A área central serve para agrupar serviços. "Essa área central facilitava os acessos, o objetivo é a racionalização no momento de distribuir os equipamentos públicos", explica.

Ver comentários