Notícia

Correria nas escolas para entrar na avenida

Nos barracões o clima é de muito trabalho e expectativas

Correria. Essa é a palavra de ordem nos barracões das escolas do Grupo Especial que vão para a avenida neste sábado (30), que estão fazendo os últimos retoques antes dos desfiles. Robertinho, diretor da MUG, brinca que nada nunca está pronto. “Intensificamos os trabalhos, viramos noites, mas sempre fica algo para acertar na avenida”.

De acordo com Robertinho, o público pode esperar um desfile com muitas novidades, com o enredo “Papo de Botequim”.

O barracão da Independentes de Boa Vista também está a todo vapor. A escola vai desenvolver o enredo “Festas e Folguedos”. Segundo o presidente da escola Emerson Xumbrega, mesmo com a falta de verba, a agremiação vai fazer um desfile vibrante. “Com a presença das beldades Viviane Araújo e Thalita Zampirolli. Também estamos apostando na nossa comissão de frente, que tem surpresas que vão animar o Sambão”, conta.

Os integrantes da Unidos de Piedade – com o enredo “Vamos ao Mercado” – igualmente estão correndo contra o tempo, mas o presidente Edvaldo Teixeira conta que a comunidade arregaçou as mangas em prol da escola. “Intensificamos os trabalhos nessa reta final e a comunidade chegou junto para ajudar. São 400 pessoas na correria”.

Uma das novidades da escola são as alegorias maiores. “Também teremos uma ala formada só por estudantes que estão fazendo intercâmbio aqui no Estado”, completa.

Na Jucutuquara, no barracão as equipes se revezam. O enredo é uma homenagem a Vitória e está tudo adiantado.

Voluntários

Costura daqui, remenda acolá. Os voluntários das escolas que desfilam hoje não param. Uma delas é a modelista Rosângela Rangel, 58, ela é voluntária na Boa Vista e tem dormido apenas 4h. “É o tempo de fechar e abrir os olhos, mas é gratificante”. Voluntária da Jucutuquara, Carolina Zanchetta, 35, afirma que o trabalho é essencial para o sucesso da escola. “Os contratados fazem o grosso, e nós ficamos por conta dos acabamentos”.

Ver comentários