Notícia

F-1 estuda valorizar relargadas após emocionante final do GP do Brasil

Segundo Ross Brawn, diretor esportivo da Fórmula 1, as relargadas nas voltas finais do GP do Brasil deram emoção à prova em Interlagos e podem ser mais exploradas na categoria

Para a temporada de 2019, as regras de largada foram alteradas, com a linha de partida/chegada marcando o ponto de sinal verde para o reinício da prova. Antes dessa mudança, o reinício era dado assim que o carro de segurança retornava aos boxes, normalmente na entrada do pitlane.

No GP do Brasil, foram duas relargadas nas voltas finais. E elas chamaram a atenção não só do público que assistiu à prova como dos donos e dirigentes da F-1. Na primeira, Max Verstappen ultrapassou Lewis Hamilton, da Mercedes para assumir a ponta. Na segunda, causada pela colisão entre os dois carros da Ferrari, o holandês da Red Bull conseguiu segurar o ímpeto do hexacampeão e manteve a liderança. Apoiado na nova regra e para impedir que seus rivais usassem a longa reta dos boxes de Interlagos para ultrapassá-lo no S do Senna, Verstappen esperou praticamente até o último momento antes de acelerar para o reinício. Isso reagrupou todo o grid e causou relargada emocionante.

- Verstappen foi particularmente forte na segunda relargada, quando diminuiu a velocidade do grid com o objetivo de garantir que ninguém seria capaz de passar por ele e levar a vitória - disse Ross Brawn ao site MotorsportWeek.

E de acordo com Brown, ex-chefe da Ferrari nos tempos de Schumacher, ex-dono da equipe Brown e atual diretor esportivo da F-1, a categoria pode até repensar seu formato de relargadas após a emoção vista em Interlagos.

- Foi um reinício emocionante e fascinante que será analisado com muito cuidado, pois a proximidade do grupo nos segundos que antecederam as bandeiras verdes resultou em um espetáculo emocionante, enquanto os pilotos disputavam posições e onde a menor vantagem se revelava decisiva.

- Examinar a possibilidade de recriar essas condições no futuro é um conceito interessante e que, sem dúvida, será explorado no próximo período - finalizou.