Notícia

Vasco pressiona, mas empata com CSA e se complica no Brasileirão

Cruz-Maltino luta, mas não consegue tirar o zero do placar diante dos alagoanos. Duelo ainda ficou paralisado por 13 minutos pela queda de energia no estádio Kléber Andrade

04/08/2019 - Jogador Niltondo CSA  durante a partida entre Vasco RJ e CSA AL, válida pela Série A do Campeonato Brasileiro 2019, no Estádio Kleber Andrade em Cariacica (ES), neste domingo (04).
04/08/2019 - Jogador Niltondo CSA durante a partida entre Vasco RJ e CSA AL, válida pela Série A do Campeonato Brasileiro 2019, no Estádio Kleber Andrade em Cariacica (ES), neste domingo (04).
Foto: GILSON BORBA/FUTURA PRESS

O Vasco demonstrou vontade, mas a situação no Campeonato Brasileiro segue delicada. Neste domingo, o Cruz-Maltino não conseguiu tirar o zero do placar, no Kleber Andrade, em Cariacica, Espírito Santo, pela 13ª rodada da competição. O duelo ainda contou com um apagão e ficou paralisado por 13 minutos, e erros de arbitragem.

Deste modo, o Vasco permanece na 15ª posição, com 14 pontos. O CSA, na zona de rebaixamento, chegou aos 8 somados, na 19ª colocação. Na próxima rodada, o Cruz-Maltino enfrenta o Goiás, às 19h, no domingo, no Serra Dourada, em Goiânia. O Azulão, por sua vez, encara o Fortaleza, às 20h, na segunda-feira, no Rei Pelé.

ÍMPETO ALAGOANO

O Vasco encontrou dificuldades para criar chances e foi surpreendido com a proatividade do CSA. O clube alagoano aproveitou a desatenção dos cariocas para assustar. O meia Jonatan Gómez conseguiu duas finalizações perigosas, mas parou em Fernando Miguel. Apodi e Maranhão também tiveram chances, mas sem sucesso. Os Cruz-Maltinos apresentaram muita correria e dificuldade para armar as jogadas. No fim da primeiro tempo, a equipe cresceu e criou chances, especialmente, com o jovem Talles e boa participação dos laterais.

CHANCES E CHANCES...

Na volta para a etapa final, o Vasco voltou completamente diferente. Com certeza, 'um puxão de orelha' de Vanderlei Luxemburgo aconteceu no vestiário. Além disso, a entrada de Marcos Júnior deu outra intensidade ao time. Junto dele, a joia Talles Magno buscou a individualidade para surpreender e Yago Pikachu chegou à linha de fundo para conseguir oportunidades. Com menos de 15 minutos, foram oito finalizações, muito diferente da primeira etapa.

AFASTOU E APAGÃO

O time comandado por Argel Fucks apostou em alguns contra-ataques e chegou a assustar. O volante Dawhan ficou de frente para Fernando Miguel, tropeçou e tocou sutilmente na saída do goleiro. O zagueiro Henríquez tirou quase em cima da linha e evitou aquele que poderia ser o gol da partida. Em seguida, o estádio teve queda de energia e o duelo ficou paralisado por 13 minutos.

NÃO BALANÇOU A REDE!

Com a energia de volta, os cariocas continuaram a buscar oportunidades, contudo, a bola não quis entrar. O garoto Talles permaneceu com as jogadas junto de Pikachu e Valdívia. Mesmo com todo o esforço do setor ofensivo, o jogo terminou igulado e equipes se complicam na tabela de classificação.

FICHA TÉCNICA

VASCO 0x0 CSA

Data/hora: 04/08/2019, às 19h (de Brasília)

Local: Estádio Kleber Andrade, Cariacica (ES)

Nota LANCE!: 5,0 - poderia ter expulsado Alecsandro no primeiro tempo e não deu pênalti em mão no jogador do CSA.

Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Eduardo Goncalves da Cruz (MS)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Assistentes VAR: Marcio Henrique de Gois (SP) e Fabricio Porfirio de Moura (SP)

Público / Renda: N/D

Gramado: Bom

Cartão Amarelo: Oswaldo Henríquez, Marcos Júnior, Talles Magno, Leandro Castan (VAS) / João Vitor (CSA)

Cartão Vermelho: -

GOLS: -

VASCO: Fernando Miguel, Pikachu, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Richard, Raul (Valdívia; 26'/2ºT) e Marquinho (Marcos Júnior; intervalo), Bruno César (Tiago Reis; 12'/2ºT), Talles, Marrony. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CSA: João Carlos; Apodi, Alan Costa, Luciano Castan, Carlinhos; Nilton (Jean Cléber; 27'/2ºT), João Vitor (Naldo; 50'/2ºT), Jonatan Gómez, Didira (Dawhan; 9'/2ºT); Maranhão e Alecsandro. Técnico: Argel Fucks

Ver comentários