Notícia

Cria do Real Noroeste brilha na Série B e desperta interesse de gigantes

Richarlison foi para o América-MG ainda na base, e aos 18 anos é sondado por times como Cruzeiro, Palmeiras, Santos e Timão

Tudo aconteceu muito rápido na carreira do garoto Richarlison, de Nova Venécia. Base do Real Noroeste, hoje, aos 18 anos, ele já é uma das grandes revelações do Campeonato Brasileiro da Série B. Em 21 jogos pelo América-MG, ele já marcou oito vezes, inclusive na última rodada, contra o Paysandu, e tem se destacado também pelas assistências aos companheiros.

Richarlison, atacante capixaba do América-MG é a revelação da Série B do Brasileirão
Richarlison, atacante capixaba do América-MG é a revelação da Série B do Brasileirão
Foto: Reprodução

O bom desempenho do atacante americano virou motivo de cobiça de diversos times pelo país. Cruzeiro, Palmeiras e Corinthians fizeram consultas pela joia, que assinou contrato recentemente com a Nike e carrega multa de 20 milhões de euros (R$ 75 milhões) para o exterior, segundo informações do site da ESPN.

De acordo com o site GloboEsporte.com, o Santos fez uma consulta para uma possível contratação do capixaba, mas recuou após saber o valor da multa rescisória para clubes do futebol brasileiro.

Assim como Somália, outro atacante que começou no time mineiro vindo de solo veneciano, Richarlison iniciou profissionalmente no Coelho. Pelo juvenil fez quatro gols em quatro jogos. Subiu para o Júnior e, em 10 partidas, deixou sua marca sete vezes. Não deu outra: foi chamado pelo treinador Givanildo Oliveira para integrar à equipe principal na Segundona.

“Cheguei ao América no fim do ano passado. Fui bem na base, subi rápido do juvenil para o júnior e pouco depois o Givanildo me chamou para treinar com os profissionais. Logo ele me deu oportunidade de começar a jogar no time principal, em julho desse ano, e as coisas começaram a deslanchar”, disse que o atacante que, logo na sua estreia diante do Mogi Mirim, já marcou um gol.

Agachado, Richarlison é o segundo da esquerda para a direita, quando ainda estava na categoria de base do Real Noroeste
Agachado, Richarlison é o segundo da esquerda para a direita, quando ainda estava na categoria de base do Real Noroeste
Foto: Divulgação

Na vice-liderança da competição com 60 pontos, atrás apenas do Botafogo, o diretor de futebol do clube, Olavo Torres, admitiu à página do Coelho na internet ter recebido sondagens por Richarlison e outros atletas. Apesar de afirmar que nada é oficial, com a possibilidade do acesso à elite nacional, o assédio à joia americana deverá aumentar.

“Eu procuro focar no momento atual e deixo essa parte, de ficar ou não, com meus empresários e com o clube. Agora, quero colocar o América na Série A de novo e ajudar o time da melhor forma. Se for da vontade de todos, eu fico, com o maior prazer. Mas procuro nem ficar sabendo se tem negociação ou não para não perder o foco nos objetivos do time”, afirmou o capixaba.

O garoto não esquece de mencionar o primeiro treinador e também o Real Noroeste, onde ele teve a oportunidade de iniciar no futebol. “Sou muito grato ao Real Noroeste pela oportunidade que me deu e pela porta que abriu para que eu pudesse realizar meu sonho de ser jogador profissional. Joguei um campeonato Sub-20 quando ainda tinha 16 anos e fui muito bem, consegui me destacar e ser artilheiro. Assim como o Régis (treinador), que sempre foi um cara que me aconselhou e me ajudou muito”.

Apesar de estar em um estado vizinho, Richarlison não tem vindo muito no Espírito Santo. Mas o pai se mudou para Belo Horizonte para encurtar a distância familiar. “Tenho ido muito pouco para Nova Venécia. A última vez foi quando tirei férias no time júnior, pouco antes de subir para o profissional, em junho. Minha família ainda mora aí, mas meu pai veio para Belo Horizonte nessa reta final da Série B. Minha família é muito tranquila, acho que puxei isso deles. Todos ficam felizes por tudo estar dando certo pra mim, mas não se empolgam e procuram apenas me dar força para seguir vencendo e crescendo na carreira”.

Sonho de atuar nas Olimpíadas

Richarlison sonha em jogar as Olimpíadas
Richarlison sonha em jogar as Olimpíadas
Foto: Reprodução

Com pouco menos de um ano para as Olimpíadas do Rio, o atacante não descarta o sonho de estar na disputa do ouro com a Seleção. Levando em conta a idade olímpica e a artilharia de todas as divisões do Campeonato Brasileiro, Richarlison é o jovem com mais gols, ao lado de Gabriel (Santos) e Luan (Grêmio), ambos já convocados para defender a seleção na preparação para os Jogos. No entanto, o santista fez 31 jogos e o gremista 28, contra apenas 21 do americano neste ano.

Números que deixam o capixaba sonhar alto, e almejar beliscar uma vaguinha na amarelinha olímpica. “Venho com números bons, tenho evoluído, mas também tenho consciência pela Seleção Olímpica de que a concorrência é pesada. Tenho que continuar trabalhando e fazendo gols para que tenha uma oportunidade. Quero muito chegar lá e vou procurar fazer por onde. Sondagens, até onde eu sei, não houve”.

Além do desejo de vestir o manto canarinho, Richarlison não esconde a vontade de atuar no futebol europeu. “Todo jogador sonha em jogar na Europa, disputar uma Champions League, mas tudo no seu tempo. Eu sempre sonhei em ser jogador de futebol, chegar a um time profissional e, graças a Deus, consegui. Quero aproveitar ao máximo esse bom momento, continuar jogando em um alto nível para, quem sabe um dia, vestir a camisa de um grande clube europeu e também disputar uma Copa do Mundo pela Seleção Brasileira”.

Ver comentários