Notícia

Capixabão 2016: confira o guia sobre os times da 100ª edição da disputa

Confira como cada um dos 10 times chegam para a disputa da competição, que tem final prevista para o dia 5 de maio

Uma história que começou há muito tempo, mais precisamente no ano de 1917, e que chega a um capítulo marcante em 2016. Assim é a história do Campeonato Capixaba. Nesta quinta-feira (28), às 20h15, quando a bola rolar para os dois primeiros duelos de abertura, terá início também a 100ª edição da disputa estadual. Número histórico e que merece ser valorizado.

Cleiton (Rio Branco), Edinho (Desportiva), Washington (Estrela) e Ronaldo Capixaba (Espírito Santo) são candidatos à artilharia da disputa
Cleiton (Rio Branco), Edinho (Desportiva), Washington (Estrela) e Ronaldo Capixaba (Espírito Santo) são candidatos à artilharia da disputa
Foto: Divulgação e montagem

Durante anos foram muitos os times e jogadores que fizeram história pelo futebol capixaba. E nenhum outro clube foi mais vencedor que o Rio Branco, que levantou 37 taças. A última, aliás, faz com que o nível de exigência com o Capixabão 2016 seja ainda mais elevado. Afinal, a decisão do ano passado colocou frente a frente o Brancão e a Desportiva. Os dois maiores times do Espírito Santo e que não se encontravam em uma grande decisão desde 1985.

Assim como foi na última temporada, a disputa terá dez participantes divididos nas chaves Sul e Norte, ambas com cinco times. O campeão vai representar o Espírito Santo na Série D do Campeonato Brasileiro 2016, e ainda assegura a vaga na Copa do Brasil 2017.

Com final marcada para o dia 7 de maio e serão 52 duas partidas. Confira como cada time chega para a disputa do Capixabão 2016:

CHAVE NORTE

Chave Norte: Rio Branco, Linhares, São Mateus, Real Noroeste e Sport-ES

Escudos clubes capixabasRIO BRANCO

O Brancão sobrou no Capixabão do ano passado, mas o atual time está teve uma grande reformulação. A começar pelo técnico Alexandre Grasseli, que entrou no lugar de Duílio Dias. Saíram jogadores importantes como o atacante Edu e o goleiro Paulo Vitor. Para compensar, o experiente atacante Willy e o experiente volante Léo Oliveira ficaram no clube.

O goleiro Walter também está de volta. Durante a pré-temporada o Brancão venceu três jogos-treino e perdeu por 2 a 0 um amistoso contra o Cruzeiro. O jovem atacante Gugu, revelação do Estadual do ano passado, pode ser uma das surpresas do Brancão na disputa.

TIME BASE: Walter; Ivan, Marco Antônio, Jonatha e Ratinho; Léo Oliveira, Flávio e Berg; Gugu, Cleyton Gladiador e Felipe Capixaba. Técnico: Alexandre Grasseli.

Escudos clubes capixabasLINHARES

A Coruja Azul chega para o Campeonato capixaba com um time formado por muitos garotos. No entanto, a principal atração do time tem tudo para ser um velho conhecido do futebol capixaba. O interminável goleiro Hiran, que está com 44 anos e faz planos de continuar agarrando. Outros jogadores experientes que chegam para reforçar o clube são os atacantes Thiago Carioca e Flávio. O atacante Zé Augusto também vai continuar. Assim como nos anos anteriores, o time vai mandar suas partidas no Estádio Joaquim Calmon. Comandado por Roberto Calmon, o time só fez um jogo na pré-temporada.

TIME BASE: Hiran, Cássio, Jailson, Vagner e Bruno; Caio, Adriano, Igor e Paulo Roberto; Zé Augusto e Thiago Carioca. Técnico: Roberto Calmon.

Escudos clubes capixabasSÃO MATEUS

O Pit Bull passou perto de nem entrar na disputa. Alegando problemas financeiros, a diretoria mateense chegou a cogitar a desistência, mas o dinheiro apareceu de última hora e o time foi montado. E o elenco é recheado de jogadores bem conhecidos pela torcida. O goleiro Paulo Henrique, os zagueiros Eron e Felipe Almeida, os atacantes Badinho, Paulinho Pimentel e Júlio Cesar. Com a saída repentina do técnico Vito Capucho, o comando interino caiu no colo do auxiliar técnico Kácio Mendes. Durante a preparação para o Capixabão, o time só empatou contra um combinado amador de Jaguaré.

TIME BASE: Paulo Henrique; Wilker, Felipe Almeida, Eron e Leléo. Fabiano, Jamelão e Erivélton; Júlio César, Badinho e Paulinho Pimentel. Técnico: Kacio Mendes (interino).

Escudos clubes capixabas

REAL NOROESTE

Vice na Copa Espírito Santo no ano passado o Real, segue na busca incansável do primeiro título do Capixabão da história. A diretoria do time de Águia Branca fez poucas contratações, mas o principal ponto forte foi ter conseguido manter praticamente boa parte do elenco da temporada passada. O atacante Morotó, um dos principais goleadores da equipe do norte, cada vez mais se firma como uma das principais referências do clube. O goleiro Herrison, o zagueiro Fabão e o volante Fuskinha também são referências. O time será comandado pelo técnico Eleomar Pereira, que está de volta ao Real Noroeste.

TIME BASE: Herrison; Ferrugem, Paulo, Fabão e Adriano Silva; Lucas, Fusquinha e Allan; Matheus, Morotó e Marcinho. Técnico: Eleomar Pereira.

Escudo time capixabaSPORT-ES

Disputando a Série A do Capixabão pela primeira vez o Sport-ES está de casa nova. Saiu de Domingos Martins, se instalou em Linhares e agora vai mandar suas partidas no município de Rio Bananal. O time fez pré-temporada em São Paulo e disputou quatro partidas na Terra da Garoa - perdendo três e ganhando uma. Para ter atenção da mídia e despertar curiosidade dos torcedores a diretoria do Tigre ousou na contratação de dois jogadores estrangeiros. Recentemente chegaram o meia japonês Yutaro Yoshino e também o ganês Mohammed Yussif. O time azul e vermelho terá no comando técnico o ex-dirigente Pedro Artur.

TIME BASE: Andrey, Ranses, Caio, Marcão e Samuel; Bruno Black, Pedrinho, Diego Bezerra e França; Gema e França. Técnico: Pedro Artur.

CHAVE SUL

Chave Sul: Desportiva, Doze, Espírito Santo, Atlético e Estrela

Escudos clubes capixabasDESPORTIVA

O título perdido para o Rio Branco na final do Capixabão do ano passado ainda está engasgado para o time grená. Por conta disso é grande a pressão para que o título venha em 2016. Mais do que isso, desde que voltou ao futebol profissional em 2011 os grenás perseguem a vaga para a Série D do Brasileirão. Uma das apostas da diretoria foi a contratação do técnico Erich Bomfim e a volta do atacante Acerola. Para deixar o time ainda mais forte, os grenás cogitam investir para trazer um jogador de renome. O time tentou nomes como Loco Abreu e Adriano Imperador.

TIME BASE: Felipe; Anderson Sorriso, Rafael Olioza, Willyan e Tatá; Ivan, Vandinho, Mateus e Jefferson Fernandes; Kleuber e Madison. Técnico: Erich Bomfim.

Escudos clubes capixabasDOZE

Por mais inacreditável que pareça, ainda que faça a estreia no Campeonato Capixaba já na sexta contra o Espírito Santo, o Doze só começou a se preparar para a disputa do estadual na sexta-feira da semana passada. O time chegou muito perto de abrir mão do campeonato e por alguns momentos os gestores do caçula do futebol capixaba cogitaram até a venda do clube, que vai jogar a Série A pela primeira vez. No ano passado, o Doze terminou a Segundinha em segundo, perdendo justamente para o rival da estreia do Capixabão. Dessa forma é praticamente certeza que o técnico Sorato e o auxiliar-técnico, o ex-goleiro do Vasco, Carlos Germano, terão dor de cabeça para montar o time. O clube vai mandar as partidas em Vargem Alta, e o próprio Germano admitiu que o começo da caminhada não será fácil e que o time terá dificuldades até encontrar o entrosamento. O volante e capitão Jonílson foi mantido para a atual temporada.

Escudos clubes capixabasESPÍRITO SANTO

O Santão foi uma das principais sensações futebol capixaba em 2015. Sob nova direção, o time ganhou a Série B do Capixabão e também a Copa Espírito Santo. Agora a expectativa dos torcedores é saber o tamanho da força que o clube chega na Primeira Divisão. O ES manteve jogadores como o goleiro Alan, o volante Denis Pedra, os atacantes Vitinho e Ronaldo Capixaba. Também continua no time o técnico Wagner Nascimento, que era preparador físico, assumiu o cargo e deu conta do recado. A grande perda do Santão para a temporada foi a saída do artilheiro David Dener, que foi para o futebol alagoano.

TIME BASE: Alan Faria; Magno, Diogo, Martinelli e Élder; Rodrigo Cesar, Pedra, Joelson e Emílio; Vitinho e Ronaldo Capixaba. Técnico: Wagner Nascimento.

Escudos clubes capixabasATLÉTICO ITAPEMIRIM

O Galo da Vila chega forte para o Capixabão. Afinal, o dinheiro que recebe da prefeitura local ajuda na montagem de um time bastante competitivo. Também atrás do primeiro título na Primeira Divisão, o Atlético tem como principal nome do elenco o experiente Atacante Eraldo. O time ainda contratou o ótimo volante Caetano e trouxe de volta o meia Zizu, que jogou a Série D pelo time do Rio Branco. O comando do time no Estadual deste ano será do técnico Giuliano Pariz. Na fase de preparação, realizada em Itapemirim, o Atlético fez cinco amistosos com duas vitórias, dois empates e apenas uma derrota.

TIME BASE: Wagner; Douglas Bessa, Guaçuí, Lazio e Flavinho; Caetano, Ramirez, Ronicley e Zizu; Pardal e Eraldo. Técnico: Giuliano Pariz.

Escudo times capixabasESTRELA

O Capixabão chega na centésima edição e o Estrela entra no Estadual em ritmo de festa. Afinal o time comemorou o seu centenário no mês de janeiro. Por conta disso, o clube alvinegro alimenta ainda mais o sonho de brigar pelo título.

Comandado pelo técnico Paulo Ferreira, o Estrela tem como principal contratação o atacante Washington Baiano, que ano passado foi artilheiro do Capixabão, com nove gols. Apesar da vontade de brigar pela taça, os investimentos para reforçar o elenco foram menores do que o desejado pela diretoria alvinegra. Assim como o São Mateus, as dívidas fizeram o time cogitar uma desistência.

TIME BASE: Wendel; Luan, João Carlos, Alex Santos e Jorginho Balotelli; Bruno Mineiro, Alan, Robertinho, Marcos Alagoano e Jhymmy; Washington Baiano. Técnico: Paulo Ferreira.

1ª Rodada

Quinta-feira:

Estrela x Atlético Itapemirim

Estádio: Sumaré

Horário: 20h15

Rio Branco x Linhares

Estádio: Engenheiro Araripe

Horário: 20h15

Sexta-feira:

Espírito Santo x Doze

Estádio: Engenheiro Araripe

Horário: 20h15

Sábado:

Real Noroeste x São Mateus

Estádio: José Olímpio da Rocha

Horário: 16 horas

REGULAMENTO: 

Como será?

A fórmula de disputa será a mesma do ano passado. Na primeira fase, as equipes se enfrentam dentro dos seus respectivos grupos em dois turnos - 10 rodadas no total. Os três melhores classificados de cada chave avançam para o hexagonal semifinal e os dois últimos vão para o quadrangular do rebaixamento do Estadual 2016.

Fase Seguinte

No Hexagonal, os seis times jogam em turno e returno e os dois melhores avançam para as finais, que vão ser disputadas em duas partidas. Já no quadrangular da morte, as quatro equipes duelam em turno e returno e, após oito rodadas, os dois piores classificados serão rebaixados para a Série B do Campeonato Capixaba.

Ver comentários