Notícia

Scheidt e Boening mantêm embalo e avançam direto à final nas Bahamas

Dupla vence três das quatro regatas do encerramento da primeira fase e garante uma das quatro vagas na decisão da SSL Finals. Zarif/Trouche passa em terceiro e disputará quartas

Em uma tarde de ventos de 14 a 16 nós (cerca de 30km/h), Robert Scheidt e Henry Boening, o Maguila, dominaram o último dia da fase classificatória da Star Sailors League Finals, em Nassau, nas Bahamas, nesta sexta-feira, e garantiram um lugar na final, que reúne os quatro melhores barcos. A dupla venceu três das quatro regatas e abriu grande vantagem na ponta, com 33 pontos perdidos.

Scheidt, que venceu a competição em 2013, com Bruno Prada, e nos últimos anos faturou um bronze e uma prata, com o atual parceiro, conseguiu a façanha de terminar na ponta pela primeira vez na história do evento. Os americanos Mendelblat e Fatih, atuais campeões, ficaram em segundo, com 55 pp, e passaram direto para a semi. Os brasileiros Jorge Zarif e Pedro Trouche avançaram em terceiro, com 68 pp.

Scheidt, dono de dois ouros olímpicos e 14 títulos mundiais, chegou a comemorar a vaga após o triunfo na terceira disputa do dia, mas teve de se manter na água, pois a organização chamou os atletas para mais uma prova. Mesmo assim, ele e o parceiro repetiram o embalo. Na segunda regata, eles ficaram em sétimo lugar.

- Largar bem torna a vida muito mais fácil. Mas na terceira regata passamos muito aperto para conseguir vencer. Foi mais um dia difícil e desgastante. Mas vamos tentar manter esse ritmo na final - disse Scheidt.

No sábado, a partir das 14h (de Brasília), oito barcos disputam as quartas de final e três serão eliminados nesta fase. Após a semi, mais três ficarão fora. Só três mais bem colocados se juntarão a Scheidt e Maguila para disputar o ouro.

Outra dupla classificada entre as dez foi a do americano Paul Cayard e do brasileiro Arthur Lopes. Eles ficaram em sétimo, com 94 pp.

Já Lars Grael e Samuel Gonçalves amargaram a eliminação a apenas um ponto da zona de classificação. Eles travaram uma disputa intensa com Berecz (HUN)/Maier (CHE), mas os rivais levaram a melhor.

O cubano naturalizado americano Augie Diaz, que veleja ao lado do brasileiro Bruno Prada, também não se classificou. Ficaram em 16º de 25 barcos.

* O repórter viaja a convite da Star Sailors League