Notícia

Vaticano cria equipe de atletismo e sonha com participação na Olimpíada

Equipe "do Papa" tem amadores entre 19 e 62 anos; organização irá disputar torneios menores no continente, mas não nega sonho da estar nos Jogos

Freiras e padres disputando uma Olimpíada? Esse cenário pode estar mais próximo do que se imagina. Isso porque o Vaticano anunciou, nesta quinta-feira, a criação de sua própria equipe de atletismo, a Athletica Vaticana - que é reconhecida pelo Comitê Olímpico Italiano (CONI).

O grupo "do Papa" é composto por cerca de 60 pessoas, incluindo - além dos membros da Igreja - professores universitários, jornalistas, jardineiros, funcionários do Museu do Vaticano, guardas suíços e farmacêuticos. As idades variam entre 19 e 62 anos.

O primeiro desafio da equipe do Vaticano será no dia 20 de janeiro, na Corrida de Miguel. A prova tem percurso de 10km e acontece próxima ao Estádio Olímpico de Roma, capital italiana.

A iniciativa tem como principal objetivo a promoção do esporte enquanto ferramenta pela paz, solidariedade e pelo diálogo. Por estar de acordo com o CONI, a equipe integra também a Associação de Atletismo da Itália. A equipe mira filiação à Federação Internacional de Atletismo (IAAF), possibilitando a participação em torneios menores - como os Jogos dos Pequenos Estados da Europa, além dos Jogos Mediterrâneos (que serão na Argélia em 2021).

- Não teremos grandes atletas profissionais, porque nossos membros são provenientes das dependências vaticanas, mas asseguramos que eles participarão frequentemente de eventos menores, até porque alguns deles são bem preparados – explicou o monsenhor Melchor Jose Sanchez de Toca y Alameda, que é o chefe responsável pela equipe de atletismo, além de todo o setor de esportes do Ministério da Cultura do Vaticano.

As Olimpíadas não estão no horizonte próximo do atletismo do Vaticano, mas o monsenhor não nega que a participação nos Jogos seria "um sonho" para a equipe.

- As Olimpíadas não são um sonho a curto prazo mas seria um sonho ver a santa bandeira entre as delegações da Cerimônia de Abertura dos Jogos. Com o tempo, podemos formar um embrião de um Comitê Olímpico - completou.

Dois membros honorários completam o grupo: Jallow Buba, de 20 anos, e Anszou Cissè, de 19 anos; ambos pedem asilo político. Além disso, o time do Vaticano também inclui atletas paralímpicos e tentará conseguir o reconhecimento oficial junto ao Comitê Paralímpico da Itália.