Notícia

Alex Ribeiro e Tainá Hinckel ganham as vagas para etapa do Rio do surfe

O paulista e a catarinense venceram a triagem do evento realizada nesta quarta-feira e vão enfrentar os líderes do ranking na abertura da etapa brasileira do Circuito Mundial da WSL<br>

Duas jovens promessas do surfe brasileiro garantiram nesta quarta-feira presença no Oi Rio Pro, a quinta etapa do Circuito Mundial de surfe (WCT). O paulista Alex Ribeiro e a catarinense Tainá Hinckel, de 16 anos, venceram a triagem do evento e vão encarar os líderes do ranking na primeira fase, o havaiano John John Florence e a australiana Stephanie Gilmore.

– Eu só tentei me divertir, consegui surfar bem e estou bem confiante, pois estou na melhor fase da minha vida – disse Tainá, que Tainá já venceu duas das três etapas do Circuito Sul-americano Pro Junior esse ano e já foi campeã deste circuito da categoria Sub-18, aos 13 anos.

A primeira vaga foi conquistada pela jovem Tainá, que surfou as melhores ondas da única bateria feminina. Ela foi aumentando a vantagem a cada onda, ganhando notas 8,00, 7,00 e 7,25 em três seguidas e 7,15 na última. Nas duas computadas, totalizou 15,25 pontos contra 10,45 da cearense Yanca Costa, 10,05 da paulista Camila Cassia, 9,05 de outra cearense, Larissa Santos, com a surfista local de Saquarema, Taís Almeida, que disputou o Oi Rio Pro no ano passado, ficando em último com 7,60 pontos.

– Agora, a meta é dar o meu melhor para vencer a primeira bateria. Com certeza, o prêmio já é um grande incentivo, porque todo mundo precisa, inclusive eu. Mas não estou nem pensando nisso e só em me divertir, porque isso é o mais importante. Quero vencer e quero estar entre as melhores do mundo, porque esse é o meu lugar. Eu sinto isso e é por isso que eu vim pra cá.

A triagem masculina foi disputada por oito surfistas divididos em duas baterias e os locais de Saquarema, Léo Neves, João Chianca e Daniel Templar, não conseguiram passar para a bateria final. Na decisão pela última vaga no Oi Rio Pro, o guarujaense Alex Ribeiro não deu qualquer chance aos seus adversários.

Ele soube escolher boas ondas e acertou todas as manobras para vencer por 16,50 pontos, somando uma nota 9,0 da melhor onda surfada pelos quatro finalistas. O capixaba Krystian Kymerson ficou em segundo com 13,30, o baiano Bino Lopes em terceiro com 13,00 e o único carioca, Jeronimo Vargas, em quarto com 10,20 pontos.

Alex Ribeiro já fez parte da elite dos top-34 da World Surf League, ocupa a quarta posição no ranking 2019 do WSL Qualifying Series e tem boas lembranças de Saquarema. Ele já conquistou título nas ondas da Praia de Itaúna, nos tempos que a “Cidade do Surf” da Região dos Lagos do Rio de Janeiro sediava uma importante etapa do QS antes da chegada do CT.

Alex completou a bateria de estreia do líder do ranking, John John Florence, e do também paulista Caio Ibelli, que se enfrentaram na semifinal da etapa passada em Margaret River, Austrália.

– Com certeza, já fui feliz aqui e fiquei muito contente quando recebi o convite para ter essa oportunidade de disputar a triagem. Estou amarradão por estar aqui e por conseguir vencer com boas notas, mostrando uma boa performance nessa condição do mar, que está muito boa hoje (quarta-feira). Agora, vamos enfrentar os tops de igual pra igual.

Confira as baterias da primeira fase masculina do Oi Rio Pro

1.a: Kanoa Igarashi (JPN), Peterson Crisanto (BRA), Jadson André (BRA)
2.a: Gabriel Medina (BRA), Adrian Buchan (AUS), Soli Bailey (AUS)
3.a: Kolohe Andino (EUA), Yago Dora (BRA), Adriano de Souza (BRA)
4.a: Filipe Toledo (BRA), Sebastian Zietz (HAV), Frederico Morais (PRT)
5.a: Italo Ferreira (BRA), Deivid Silva (BRA), Mateus Herdy (BRA)
6.a: John John Florence (HAV), Caio Ibelli (BRA), Alex Ribeiro (BRA)
7.a: Jordy Smith (AFR), Willian Cardoso (BRA), Ricardo Christie (NZL)
8.a: Julian Wilson (AUS), Michael Rodrigues (BRA), Ezekiel Lau (HAV)
9.a: Conner Coffin (EUA), Kelly Slater (EUA), Griffin Colapinto (EUA)
10: Owen Wright (AUS), Seth Moniz (HAV), Jack Freestone (AUS)
11: Ryan Callinan (AUS), Wade Carmichael (AUS), Jessé Mendes (BRA)
12: Jeremy Flores (FRA), Michel Bourez (TAH), Joan Duru (FRA)

Confira as baterias da primeira fase feminina do Oi Rio Pro

1.a: Caroline Marks (EUA), Nikki Van Dijk (AUS), Macy Callaghan (AUS)
2.a: Carissa Moore (HAV), Johanne Defay (FRA), Keely Andrew (AUS)
3.a: Stephanie Gilmore (AUS), Coco Ho (HAV), Tainá Hinckel (BRA)
4.a: Lakey Peterson (EUA), Brisa Hennessy (CRI), Paige Hareb (NZL)
5.a: Sally Fitzgibbons (AUS), Tatiana Weston-Webb (BRA), Silvana Lima (BRA)
6.a: Courtney Conlogue (EUA), Malia Manuel (HAV), Bronte Macaulay (AUS)