Notícia

Pâmela e Letícia fazem dobradinha, e Pedro Barros leva um ouro nos EUA

Brasileiras do skate street conquistam ouro e prata, respectivamente, no Dew Tour, que conta pontos na corrida olímpica para Tóquio-2020. Felipe Gustavo ainda leva um bronze

O skate brasileiro encerrou a participação no Dew Tour, em Long Beach (EUA), com dois ouros e quatro pódios no total no último domingo. No Street, Pamela Rosa se sagrou campeã, Leticia Bufoni ficou com a prata e Felipe Gustavo levou o bronze. Pedro Barros fechou o dia com o primeiro lugar no Park.

O evento cinco estrelas é chancelado pela World Skate como uma das competições que soma pontos na corrida olímpica para Tóquio-2020.

- Quero agradecer toda a estrutura da CBSk (Confederação Brasileira de Skate). Graças a Deus consegui ganhar mais uma vez aqui no Dew Tour. Estou muito feliz. O nível do skate vem crescendo muito. Eu e a Leticia ficamos no pódio. Só tenho a agradecer a todos pela torcida - afirmou Pamela Rosa, que já subiu no lugar mais alto do pódio na etapa de Londres da Street League Skateboarding (SLS).

Na final masculina do Street, Felipe Gustavo representou e trouxe o terceiro lugar para o Brasil. Na decisão do Dew Tour, o skate nacional ainda foi representado por Kelvin Hoefler (5º) e Ivan Monteiro (8º).

Assim como já havia sido na semifinal – quando avançou em primeiro lugar -, Pedro Barros andou muito na decisão e garantiu o título.

- Foi muito emocionante. Ficou para minha última volta e consegui acertar e levar o primeiro lugar. Estou muito feliz. O nível foi muito alto. Vamos continuar o ano com essa força e energia - celebrou Pedro, após a conquista.

Luizinho Francisco também representou o skate brasileiro na final e ficou muito perto de um lugar no pódio. O atleta finalizou as disputas em quarto – mesma posição da semifinal.

O Brasil não teve bom desempenho no park feminino. Nenhuma skatista do país conseguiu passar à final. Quem chegou mais perto foi Yndiara Asp, nono lugar na classificatória. Dora Varella (13ª), Victoria Bassi (15ª) e Isabella Rodrigues (22ª) ficaram longe de avançar.

Pelos critérios estabelecidos para a Olimpíada, o Brasil poderá contar com até 12 atletas no total em Tóquio - três no Park Feminino, três no Park Masculino, três no Street Feminino e três no Street Masculino.

A participação desse número limite dependerá do desempenho dos brasileiros ao longo das duas janelas classificatórias estabelecidas pela World Skate para a corrida olímpica. A primeira delas vai até 15 de setembro de 2019 e o segundo ciclo acontece de 16 de setembro de 2019 a 31 de maio de 2020.

Confira a classificação completa do Park:

1º - Pedro Barros (BRA) – 84.00
2º - Cory Juneau (EUA) – 81.00
3º - Keegan Palmer (AUS) – 75.00
4º - Luizinho Francisco (BRA) – 74.16
5º - Ivan Federico (ITA) – 74.00
6º - Heimana Reynolds (EUA) – 73.66
7º - Jaime Mateu (ESP) – 69.00
8º - Alessandro Mazzara (ITA) – 65.33

Confira a classificação completa das finais do Street:

Feminino
1ª – Pamela Rosa (BRA) – 21.4
2ª – Leticia Bufoni (BRA) – 19.0
3ª – Candy Jacobs (HOL) – 17.9
4ª – Hayley Wilson (AUS) – 16.8
5ª – Yumeka Oda (JAP) – 16.0
6ª – Aori Nishimura (JAP) – 15.1
7ª – Mariah Duran (EUA) – 11.2
8ª – Lacey Baker (EUA) – 9.2

Masculino
1º - Aurelien Giraud (FRA) – 35.4
2º - Sora Shirai (JAP) – 35.1
3º - Felipe Gustavo (BRA) - 33.9
4º - Matt Berger (CAN) – 33.9
5º Kelvin Hoefler (BRA) – 30.3
6º - Gustavo Ribeiro (POR) – 28.7
7º - Nyjah Huston (EUA) - 25.7
8º - Ivan Monteiro (BRA) – 15.1