Notícia

Marcas nas mãos e saudade de casa: remador Vangelys Reinke ganha o Brasil

Com mais uma medalha de ouro na carreira, Vangelys Reinke, de 26 anos, agora mira sonho de disputar Pan-Americano de Lima, no Peru, em 2019

Apesar do cenário cinematográfico da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, na tarde ensolarada e marcada por grandes disputas no mar carioca, o vento parecia não estava a favor do capixaba Vangelys Reinke. Isso apenas na teoria. Apontado como uma aposta da categoria sênior peso leve durante a disputa do Brasileiro de Remo, realizado entre os dias 19 e 22 de outubro, o atleta natural de Vitória foi deslocado para remar na sênior classe aberta, onde o barco é mais pesado e prova em que ele não estava acostumado a competir, e, indo contra todas as probabilidades - mesmo com o grau de dificuldade aumentado -, Vangelys levou o ouro na raça e no braço para o Flamengo.

Foto: Acervo Pessoal

O remador rubro-negro mostrou a que veio. Morando atualmente no Rio para poder treinar no Fla, o capixaba de 26 anos e seus parceiros de barco Augustin Diaz, Axel Haack e Maciel Costa deixaram para trás os adversários botafoguenses, que eram os principais favoritos ao título, e subiram no lugar mais alto do pódio na prova Quatro Sem masculino (quatro remadores, sem um timoneiro). O mérito da façanha é ainda mais valoroso para Vangelys porque ele estava posicionado na voga do barco longo, onde o ritmo da embarcação é controlado.

“Estou muito feliz com meu desempenho, com o resultado para o clube e mais ainda por ter sido campeão em uma categoria que é acima da que eu estou acostumado a remar. Tive que subir de categoria para participar do evento e ela é mais difícil e mais pesada em comparação com a que estou treinando. Nela os atletas são mais fortes também. Isso me deixou bem contente, pois acreditei na nossa capacidade. Entrei na água para ganhar”, vibrou.

Foto: Satiro Sodré

E se engana quem pensa que esse foi o primeiro ouro notável de Vangelys. Na modalidade desde 2005, época em que começou a dar as braçadas iniciais, ele passou cerca de nove anos no Saldanha da Gama e, no Alvirrubro, fez história. São oito troféus estaduais na estante. O coração, porém, ficou dividido em 2015, quando o remador passou a vestir a camisa do Álvares Cabral.

“Eu sempre fui Saldanha porque esse foi o clube que me apresentou ao esporte e foi lá que aprendi praticamente tudo o que sei de remo. Mas não posso negar que hoje também sou um torcedor do Álvares, pois quando precisei eles me abriram as portas e me deram estrutura de treinos. Como retribuição, fui campeão capixaba em 2016 e quebrei uma escrita de muitos anos do Álvares sem o título regional”, pontuou.

Saudade de casa é combustível

O multimedalhista do Espírito Santo é direto com as palavras e não titubeia ao afirma: “Nada disso estaria acontecendo comigo se não fosse por causa da minha esposa”. E a pose do atleta de alto rendimento fica de lado ao se lembrar de Mayane Sandre, com quem é casado há dois anos. Isso porque Vangelys Reinke reside no Rio de Janeiro e Mayane mora em Flexal 2, em Cariacica. Ao falar da esposa, que vê na maioria das vezes somente a cada três meses, a emoção logo vem à tona.

Foto: Satiro Sodré

“Ela é a pessoa que tem aguentado uma barra pesada para que eu possa continuar sonhando com um futuro de sucesso no remo nacional e mundial. Enquanto estou aqui no Rio treinando, competindo, ela está lá de longe torcendo e sofrendo junto comigo. Como a rotina de preparação no Flamengo é bem puxada, já que treino todos os dias, fica difícil viajar para o Espírito Santo sempre”, explicou Vangelys. 

O remador agora quer transformar a saudade de casa em combustível para ir em busca de novos títulos. E a meta principal já tem nome e data para ser conquistada: dia 26 de julho de 2019, nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru.

Foto: Acervo Pessoal

“É o objetivo mais aguardado nos próximos anos. Estamos treinando aqui no Flamengo com o técnico frânces Stephane Durand, que trouxe um planejamento inovador para o Brasil. Estamos focados no trabalho aqui para conseguirmos coisas grandes no Pan do Peru”, concluiu Vangelys.

Conheça a fera

Nome: Vangelys Reinke

Idade: 26 anos

Categoria: sênior peso leve

Altura: 1,88m

Peso: 70kg

Ver comentários