Notícia

Com capixabas, Brasil vai atrás de recordes no Parapan de Lima

Espírito Santo contará com cinco atletas, distribuídos em quatro modalidades diferentes. Jogos vão até o próximo dia 1º de setembro

O Brasil vai com uma delegação recorde, com 337 competidores ao Parapan de Lima
O Brasil vai com uma delegação recorde, com 337 competidores ao Parapan de Lima
Foto: Alê Cabral/CPB

Desta sexta-feira (23) até o dia primeiro de setembro, os paratletas brasileiros tem uma missão muito bem definida no Peru: manter a hegemonia nos Jogos Parapan-Americanos, onde o Brasil saiu vitorioso nas três últimas edições (Toronto-2015, Guadalajara-2011 e Rio-2007). Agora, em Lima, a delegação quer não só manter-se no topo, como aumentar a diferença para as principais potências.

> Brasil quebra recorde de medalhas no Pan de Lima

E não é exagero dizer que o Brasil entra como favorito. Os números impressionam: serão 337 atletas de 23 estados, além do Distrito Federal. E como não poderia deixar de ser, o Espírito Santo está muito bem representado. O Estado enviou atletas em quatro modalidades: Daniel Mendes, no atletismo, Patrícia Pereira, na Natação, Bruno Kiefer, no tiro esportivo, Maxcileide Ramos e Silvelane Oliveira, do basquete em cadeira de rodas.

Para Bruno, atleta do Álvares Cabral, de 33 anos, e que competirá na carabina R4 (em pé) e R5 (deitada), e a nadadora na Patrícia, o Parapan tem um gostinho especial, pois será a primeira vez de ambos na competição. No caso do atirador, a felicidade será em dobro.

A sensação é muito boa, pois é a primeira vez que o tiro esportivo faz parte do programa dos Jogos e logo de cara já temos um atleta e um staff do Espírito Santo. Estou muito preparado para fazer o meu melhor. Vivo meu melhor momento
Bruno Kiefer, competidor no tiro esportivo

A situação da nadadora Patrícia Pereira é parecida, porém aos 41 anos ela ainda viverá sensações inéditas na carreira. "Eu estou muito empolgada porque já representei o Brasil em Paralimpíada, Paramundial, mas me faltava um Parapan. É uma emoção estar aqui pelo meu Estado e País, mas sabendo da responsabilidade que é fazer parte do time da natação, pois temos grandes conquistas e nomes na modalidade”, disse. Patrícia nadará nas provas do 50m livre, 50m peito, 100m livre e 200m livre. No livre, ela disputa na classe S4. No peito, na SB3.

Experiente e indo para o terceiro Parapan da carreira, Daniel Mendes é quase certeza de medalha. Aos 40 anos, ele tem o tempo de 50s59 nos 400m T11 para cegos, o que o credencia a sonhar alto. “As pessoas me perguntam até onde eu vou e eu não sei. A cada ano eu consigo melhorar. Eu vou por etapas e meu objetivo é Tóquio 2020, mas antes tenho esse Parapan”, disse.

Em Lima o Brasil tentará superar as 257 medalhas conquistadas no Canadá, das quais, 109 de ouro, 74 de prata e 74 de bronze.

A DELEGAÇÃO CAPIXABA

BRUNO KIEFER

Bruno Kiefer vem de ótimos resultados na Colômbia e chega bem cotado no tiro esportivo
Bruno Kiefer vem de ótimos resultados na Colômbia e chega bem cotado no tiro esportivo
Foto: Arquivo pessoal

Modalidade: Tiro esportivo

Categoria: Carabina R4 e R5

Cidade: Serra

Clube: Álvares Cabral

PATRÍCIA PEREIRA

Patrícia Pereira, aos 41 anos, irá para o primeiro Parapan da carreira
Patrícia Pereira, aos 41 anos, irá para o primeiro Parapan da carreira
Foto: Cezar Loureiro/MPIX/CPB

Modalidade:

Natação

Categoria: Peito (SB3) e nado livre (S4)

Cidade: Vitória

Clube: Associação Capixaba Paralímpica de Desporto

DANIEL MENDES

Daniel Mendes é um dos maiores nomes do atletismo brasileiro e aos 40 anos segue evoluindo
Daniel Mendes é um dos maiores nomes do atletismo brasileiro e aos 40 anos segue evoluindo
Foto: Ale Cabral/CPB

Modalidade: Atletismo

Categoria: 400m T11

Cidade: Nova Venécia

Clube: Instituto Athlon de Desenvolvimento Esportivo

SILVELANE OLIVEIRA e MAXCILEIDE SILVA

Silvelane Oliveira e Maxcileide Silva, à esquerda, respectivamente, são integrantes do time feminino de basquete no Parapan
Silvelane Oliveira e Maxcileide Silva, à esquerda, respectivamente, são integrantes do time feminino de basquete no Parapan
Foto: Ricardo Medeiros

Modalidade: Basquete em cadeira de rodas

Cidade: Afonso Cláudio e Serra

Clube: Irefes (Vila Velha)

Ver comentários