Notícia

Dudu e Veron lideram Palmeiras em goleada e mostram rumo para 2020

Com dois gols e uma assistência para cada um, os atacantes se destacaram no segundo tempo da goleada por 5 a 1 sobre o Goiás. Escalação sem centroavante deu resultado

O Palmeiras ainda não sabe quem será seu próximo treinador, mas a goleada por 5 a 1 sobre o Goiás nesta quinta-feira mostrou um trilho para a próxima temporada. Dudu e Veron fizeram dois gols e deram uma assistência cada um, iniciando uma dupla que o torcedor espera ver com mais frequência em 2020.

O interino Andrey Lopes escalou o Verdão no Brinco de Ouro da Princesa com novidade: um time sem centroavante - Borja, Deyverson e Henrique Dourado ficaram no banco, e Luiz Adriano, com dores, nem viajou a Campinas (SP). A meta era fazer o Palmeiras ficar mais móvel, trocando posições com Zé Rafael e Raphael Veiga pelos lados, e Dudu mais adiantado.

-> Veja a classificação do Brasileiro e use o simulador!

A estratégia já rendeu frutos no primeiro tempo, em dois gols trabalhados - o primeiro de Zé Rafael com passe de Lucas Lima, e o segundo de Dudu, após assistência do camisa 8. O gol de Rafael Moura de pênalti e a dificuldade em ocupar a área esmeraldina em determinados momentos fizeram com que a vantagem não fosse maior do que o 2 a 1 antes do intervalo.

A entrada de Veron aos 11' da etapa final melhorou o posicionamento ofensivo, recolocando Dudu de vez na ponta, e ele como um centroavante móvel, função já desempenhada no sub-17. Foi assim que o time chegou ao terceiro, em jogada iniciada e concluída pela joia.

Depois, em lance individual, Veron carregou a defesa do Goiás e deu o passe para Dudu ampliar. O camisa 7 retribuiu a gentileza e rolou no fim para que o garoto de 17 anos de idade fechasse a conta: 5 a 1. Este é apenas o seu segundo jogo como profissional.

Com 12 gols marcados e 18 assistências, Dudu é, com folga, o palmeirense com mais participação diretas em gols na temporada. Veron, eleito o craque da Copa do Mundo sub-17, é um dos atletas mais promissores da base alviverde, que deve ser usada mais frequentemente em 2020.

Há muito a se corrigir desta temporada sem títulos, mas o próximo Palmeiras não pode abrir mão de ter Dudu e Veron como figuras relevantes. A primeira exibição foi promissora.