Notícia

De dar sono! Com gol no fim, Brasil perde para o Peru em Los Angeles

Seleção Brasileira peca com falta de efetividade, vacila e acaba derrotada pelos peruanos na madrugada desta quarta-feira, nos EUA. Foi o reencontro após a final da Copa América

De dar sono. O Brasil entrou em campo na madrugada desta quarta-feira e foi derrotado pelo Peru por 1 a 0 - gol de Abram, no fim. As seleções duelaram em Los Angeles, nos Estados Unidos, em um jogo bem fraco tecnicamente - muito pela falta de disposição dos jogadores de ambos os lados, até por não terem iniciado o amistoso com suas forças máximas. Foi apenas a quinta vitória dos peruanos sobre os brasileiros na história, por sinal. Time de Tite ficou devendo.

Vale destacar, inclusive, que este amistoso foi o reencontro de Brasil e Peru após a final da Copa América - conquistada pelos brasileiros. O Brasil volta a campo ainda neste ano para mais amistosos em Datas Fifa. Estão programados dois para outubro, entre os dias 7 e 15, e dois para novembro, entre 11 e 19. Os adversários e locais destas quatro partidas antes do fim de 2019 ainda não foram confirmados pela Confederação Brasileira de Futebol.

EFEITO HORÁRIO?
O jogo começou à 0h no horário de Brasília. Tudo bem que na hora local, em Los Angeles (EUA), são quatro a menos, mas os jogadores do Brasil e do Peru entraram em campo dormindo, com pouca disposição e criatividade no meio de campo. Talvez o horário não seja forte como argumento para os desempenhos aquém do esperado... Tanto que na parte inicial do primeiro tempo, pouca efetividade pode ser vista. Os peruanos chegaram a tentar com Tapia, enquanto os brasileiros foram ao ataque com David Neres - após jogada louvável de Roberto Firmino, com Advíncula evitando no momento exato.

DESPERTADOR FUNCIONA
Na segunda parte do primeiro tempo, os jogadores enfim despertaram e passaram a buscar a bola, alternando a movimentação ofensiva e com a criação funcionando - mesmo que aos poucos. Aos 23, o Peru quase abriu o marcador com Advíncula, mas Ederson caiu bem para fazer a defesa. No lance seguinte, Richarlison tabelou com Firmino e mandou forte, com a bola tirando tinta da trave. Até o intervalo, apenas uma outra chance merece ser destacada - aos 43, com Richarlison novamente, obrigando Gallese a espalmar para fora. A etapa inicial acabou empatada sem gols.

MELHORA COM NEYMAR
Depois de um time alternativo no primeiro tempo, sem Neymar, Tite colocou a estrela do Brasil em campo na etapa final. Existiu uma melhora nítida na formação e qualidade da Seleção, apesar da falta de efetividade seguir prejudicando na hora da chegada ao gol. Allan arriscou aos quatro, Philippe Coutinho aos oito, David Neres aos 17... Com Neymar aos 19, em um bom contra-ataque... Richarlison ainda tentaria na metade do segundo tempo, mas mesmo com esta melhora com a entrada de Neymar, não estava sendo o suficiente. E pagaria caro pouco tempo depois...

'REVANCHE' PERDIDA
Com o desenrolar do amistoso, chegando aos minutos finais, o Peru, que perdeu a final da Copa América deste ano justamente para o Brasil, passou a ser mais efetivo no ataque, aproveitando alguns espaços deixados pelos comandados de Tite, considerando-se como uma "revanche" para eles - que acabaram se dando a melhor. Aos 39 minutos, após cobrança de falta de Yotún, Abram subiu mais alto, em falha de Militão e Ederson, para fazer o gol da vitória peruana - e consequente derrota do Brasil. Peru 1 a 0, placar final, justo pelo apresentado. Nesta sequência de amistosos após Copa América, o Brasil ficou devendo. Ao voltar a campo em outubro, precisa melhorar - e acordar!

FICHA TÉCNICA
BRASIL 0 X 1 PERU


Estádio: Memorial Coliseum, em Los Angeles (EUA)
Data/hora: 11/9/2019 - 0h (de Brasília)
Árbitro: Jair Marrufo (EUA) - Nota LANCE!: 6,0 (não influenciou no resultado)
Assistentes: Frank Anderson (EUA) e Corey Rockwell (EUA)
Gramado: Péssimo
Público/renda: 32.287 torcedores/renda indisponível
Cartões amarelos: Alex Sandro (BRA) e Aquino (PER)
Cartão vermelho: -

GOL: Abram 39'/2ºT (0-1)

BRASIL: Ederson, Fagner, Marquinhos, Eder Militão e Alex Sandro; Casemiro (Fabinho intervalo), Allan e Philippe Coutinho (Bruno Henrique 38'/2ºT); David Neres (Lucas Paquetá 17'/2ºT), Roberto Firmino (Neymar 17'/2ºT) e Richarlison (Vinicius Junior 27'/2ºT). Técnico: Tite.

PERU: Gallese, Advíncula, Zambrano (Santamaría 24'/2ºT), Abram e Trauco; Tapia, Aquino (Christofer Gonzáles 23'/2ºT), Yotún (Ballón 47'/2ºT), Gabriel Costa (Cueva 26'/2ºT) e Flores (Carrillo 26'/2ºT); Ruidíaz (Reyna intervalo). Técnico: Ricardo Gareca.