Notícia

Mãe dá bronca em filha reprovada na escola e post viraliza na web

Bruna Rodrigues fez textão para filha de 13 anos como forma de chamar atenção da filha e dos colegas que também foram reprovados na escola

Em rede social, mãe dá bronca em filha reprovada na escola em Vila Velha e post viraliza na internet
Em rede social, mãe dá bronca em filha reprovada na escola em Vila Velha e post viraliza na internet
Foto: Reprodução Internet

Um post feito pela vendedora Bruna Rodrigues no perfil em uma rede social da filha, a estudante Kailany Vitória, de 13 anos, era para ser um puxão de orelha na garota e nos seus 14 colegas da sétima série de uma escola municipal de Vila Velha por conta da reprovação no ano letivo. No entanto, o recado repercutiu muito além daquela sala de aula. A publicação, com mesclas de ironia e humor, foi replicada milhares de vezes. Mesmo apagando o post, Bruna ainda precisa explicar o porquê da mensagem que escreveu no perfil da filha.

Para "castigar" Kailany, que sempre foi boa aluna e prezava por notas altas, mas que em 2017 acabou desviando o foco nos estudos por conta dos amigos e da rede social, a mãe desabafou na internet com a intenção de punir a filha perante aos colegas de classe. 

"Eu queria chamar a atenção dela e dos colegas que foram reprovados para que eles pudessem pensar melhor no que fizeram durante todo o ano. Entrei no perfil da minha filha, porque eu tenho a senha dela para justamente controlar o que ela faz, e coloquei a postagem lá, para que os amigos delas também pudessem ver meu desabafo. Mas a publicação tomou uma repercussão tão grande que até apaguei o post. Mas ele já tinha viralizado", disse. 

Kailany, que a princípio ficou chateada e envergonha com a mensagem, garante que não guardou mágoas da mãe. Pelo contrário. O puxão de orelha serviu para abrir os olhos da estudante, que mesmo agora, nas férias, está se dedicando às matérias que ela foi reprovada.

"Meus amigos riram da postagem, mas eu sei que minha mãe só queria mesmo me chamar a atenção. Eu reconheço que ficava no celular e conversando com meus colegas, em vez de estudar. Por isso fui reprovada. Mas eu já estou correndo atrás. Minha tia está vindo aqui em casa todos os dias para a gente estudar geografia e história. E minha mãe prometeu me tirar do castigo de ficar sem mexer nas redes sociais quando minhas notas voltarem a ser boas", relata a menina. 

Bruna disse ter recebido algumas críticas por permitir que a filha ficasse na internet, fato que a prejudicou nos estudos, No entanto, a vendedora se defende. "Em casa eu tenho o controle da situação, mas quando ela está na escola, não posso ver o que ela está fazendo no celular, nem se está conversando com os amigos em vez de estudar. E outra, eu também não mostrei o rosto da minha filha, justamente para não expor a imagem dela. Mas, apesar de tudo, a bronca surtiu efeito e ela está andando na linha agora", complementa a mãe. 

Ver comentários