Notícia

Fotógrafo capixaba desaparece após visitar familiares em Vila Velha

Rafael mora em Ilha Grande há pelo menos dois anos e estava em Vila Velha na casa de familiares

Rafael Zanon, surfista e fotógrafo subaquático desaparecido desde o dia 19 de outubro

O bodyboarder e fotógrafo subaquático capixaba Rafael Zanon, de 28 anos, está desaparecido há uma semana. Rafael entrou em um ônibus na Rodoviária de Itaparica segunda-feira (19) com direção ao Rio de Janeiro, de onde iria para Ilha Grande. O fotógrafo não chegou ao destino e assustou amigos e pessoas próximas.

Uma das amigas que iniciou o movimento para procurar por Rafael, Caroline Carone, de 25 anos, informou que o fotógrafo mora em Ilha Grande há pelo menos dois anos e que ele teria vindo para o Espírito Santo passar o aniversário com a avó em Itaparica, Vila Velha.

Segundo ela, Rafael entrou por volta das 22h de segunda-feira (19) em um ônibus da viação Águia Branca. Eles ainda obtiveram informação de uma pessoa que estava no ônibus. Segundo esse passageiro, Rafael desceu do coletivo no Rio de Janeiro com ar confuso e desorientado. Ele usava chinelos, camisa preta, bermuda de surf e mochila.

"A irmã dele disse que ele parecia triste, abatido, pouco comia. Alguns amigos também disseram ter notado isso nele há algum tempo", contou Carone.

A amiga do bodyboarder disse que a polícia já foi avisada e realiza buscas para encontrar o jovem. Se alguém tiver alguma informação sobre o Rafael pode entrar em contato através do telefone (21) 980754767

Ver comentários