Notícia

Cuidadora de idosos procura por irmã que não vê há 40 anos

A família foi separada em 1979, após a morte do pai; Odaleia dos Santos acredita que a irmã esteja no Espírito Santo

40 anos de espera angustiante e busca por alguém que ama, mas sem perder a fé. Essa é a história da cuidadora de idosos Odaleia dos Santos, de 49 anos, e a irmã Oriana dos Santos. Elas foram separadas após a morte do pai, João de Sousa Vieira, em 1979, na cidade de Paragominas, no Pará, região Norte do Brasil. Apesar do tempo, Odaleia não desiste e acredita que Oriana esteja no Espírito Santo.

Mãe de sete filhos, sozinha e sem condições financeiras para criá-los, Maria Olaia dos Santos não teve outra alternativa a não ser entregar eles para adoção. Cinco irmãos foram adotados por parentes, Odaleia foi morar no estado de Goiás e Oriana, a filha caçula de apenas um ano, foi criada por um casal de amigos da região. A saudade e a tristeza foram as únicas coisas que restaram.

Depois de 22 anos, em 1997, aconteceu o primeiro reencontro da família, porém não incluiu Oriana. A cuidadora relata esse momento com grande emoção:

"Foi uma alegria tremenda, chorei muito. Mas não foi nada fácil. Entrei em contato com uma amiga e consegui o telefone da rádio de Paragominas e esse veículo me ajudou a localizar meus irmãos, que ainda residiam lá. Só não consegui encontrar a Oriana, mas não desisto, Deus há de me ajudar", conta.

A notícia do paradeiro da irmã veio há cinco anos, por meio de uma tia. Segundo ela, quando Oriana completou a maioridade, veio morar no Espírito Santo. Odaleia também conseguiu uma foto. Além do retrato, até o momento, essas são as únicas informações que possui.

Foto de Oriana dos Santos e uma criança
Foto de Oriana dos Santos e uma criança
Foto: Arquivo pessoal

Na espeça de reencontrar a irmã, a cuidadora faz um apelo: "Tenho esperança e fé em Deus que vou conseguir reencontrá-la, creio em milagres. Entreguei nas mãos do Pai e confio. A minha busca por ela é intensa, rezo todos os dias. Peço ajuda para achá-la", afirma..

VEJA FOTOS DA FAMÍLIA

Caso tenha alguma informação que auxilie no reencontro da família, entre em contato pelos telefones: (62) 98206-0155 | (62) 98231-8472.

> Família de capixaba desaparecido em Brumadinho acumula dor e dívidas

Ver comentários