Notícia

Carcará rouba a cena ao aparecer em telhado de Vitória

O belo animal "tomou café da manhã" nesta quarta (16) na Capital. Professor de Biologia da Ufes explica a importância da ave para o meio ambiente

Carcará apareceu em um telhado nesta quarta-feira (16) para se alimentar e impressionou quem o via pela beleza do animal
Carcará apareceu em um telhado nesta quarta-feira (16) para se alimentar e impressionou quem o via pela beleza do animal
Foto: Bernardo Coutinho

João do Vale compôs "é um pássaro malvado, tem o bico volteado que nem gavião". Na verdade, a ave de rapina que o compositor descreve é o carcará, da família dos falcões, que impressionou quem o viu, na manhã desta quarta-feira (16), enquanto fazia um 'lanchinho' em um telhado em Bento Ferreira.

O professor de Biologia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) Aureo Banhos explica que o carcará é um animal que pode aparecer nos centros urbanos.

"É um bicho muito comum que se beneficiou das alterações humanas na paisagem. Aparecem em campos abertos, borda de mata e inclusive centros urbanos de grandes cidades em todo o Brasil", afirma o professor.

A classificação de ave de rapina, ainda segundo Aureo, é um termo genérico para aves predadoras que se alimentam de outros animais. O que apareceu em Vitória, comia o que parecia ser um roedor.

"O carcará se alimenta de quase tudo, animais vivos e mortos, até restos de lixo, mas tem papel importante no controle populacional de outros animais e na decomposição de carcaça de animais", acrescenta.

FALCÃO OU GAVIÃO?

O professor de Biologia complementa que o carcará é um falconídeo e que 'gavião' é um termo genérico popular usado no Brasil.

"Gavião é um termo genérico popular usado no Brasil para algumas espécies de aves de rapina. É um termo arbitrário usado nos nomes populares de muitas aves de rapina", diz.

O carcará é conhecido pelo país, explica Aureo, como 'Gavião-carcará', 'Gavião-calçudo' e 'Gavião-de-queimada', e no Espírito Santo, apenas como 'Carcará'.

"Em geral, o termo gavião é mais aplicado a espécies da família Accipitridae, como o Gavião-real, Gavião-pega-macaco. Mas algumas espécies da família Falconidae são chamadas de gavião também. O fato é que as famílias de rapinantes Falconidae e Accipitridae, apesar de distantes evolutivamente, se aproximaram em características para caçar outros animais, por exemplo, garras, bicos, visão e estratégias", conclui o professor.

 

 

Ver comentários