Notícia

Bandidos ordenam toque de recolher após morte em Cariacica

Escolas não funcionaram no período da tarde e o comércio ficou fechado no bairro Santa Cecília. Moradores relataram apreensão

Escolas do bairro emitiram aviso sobre portas fechadas
Escolas do bairro emitiram aviso sobre portas fechadas
Foto: Rodrigo Maia | TV Gazeta

Escolas e comércios fecharam as portas a mando de traficantes, na manhã desta terça-feira (7), no bairro Santa Cecília, em Cariacica. Segundo relatos de moradores, a morte de um homem na região teria motivado o toque de recolher.

Por volta das 10 horas da manhã, suspeitos em motos passaram pelas ruas do bairro exigindo que comércios e escolas fechassem as portas.

Bairro Santa Cecília, em Cariacica, em estado de alerta por conta de um toque de recolher
Bairro Santa Cecília, em Cariacica, em estado de alerta por conta de um toque de recolher
Foto: Rodrigo Maia | TV Gazeta

Segundo pessoas ouvidas pela reportagem, o morador teria morrido de infarto e o toque de recolher seria uma forma de mostrar poder e exigir que toda a comunidade respeitasse o luto dos criminosos. No entanto, a polícia não confirmou se o homem morto tem relação com o tráfico de drogas da região.

Uma escola particular e a Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Marília de Rezende não funcionaram à tarde. “As turmas da manhã da escola da minha filha foram dispensadas e funcionários ligaram pedindo para que não levassem as crianças devido à insegurança”, contou uma gerente administrativa, de 30 anos.

Aulas adiadas em escola de Santa Cecília, em Cariacica, conta conta de um toque de recolher
Aulas adiadas em escola de Santa Cecília, em Cariacica, conta conta de um toque de recolher
Foto: Rodrigo Maia | TV Gazeta

Por causa da suspensão das aulas, a gerente teve que levar a filha pequena para o local de trabalho por não ter com quem deixar a menina. “Não tenho como levá-la para o colégio com essa situação de medo. Difícil até andar na rua desse jeito”, contou.

Lojistas baixaram as portas com medo de represálias e, durante todo o dia, a rua principal ficou com as portas fechadas. “Os motoristas das vans escolares também se recusaram a levar e buscar os estudantes pois não tinham como garantir a segurança de todos”, contou a mãe de um aluno, que não quis se identificar.

Leia também

Outros moradores de Santa Cecília descrevem que a ordem de fechamento seria para evitar que moradores fossem feridos em algum confronto entre gangues rivais.

“Ficamos com medo de sair de casa e o bando rival aqui do bairro vir invadir, pois a facção daqui está em luto. É arriscado ficar no meio do fogo cruzado e acabar morto”, comentou uma moradora.

Ainda segundo relatos de moradores, os ônibus não estão circulando por todo o bairro e  homens armados andam pelas ruas. 

Muitas viaturas da Polícia Militar passaram a circular no bairro durante todo dia, após acionamento pelo Ciodes. Porém, por meio de nota à imprensa, a corporação nega que tenha sido decretado toque de recolher no bairro e diz que “segue sendo realizado normalmente com patrulhamento e ações preventivas”.

 

 

Ver comentários