Notícia

Polícia investiga performance de dançarino com farda de PM

Dançarino usa réplica de farda militar em performance em Fortaleza. Para PM, dançarino faz uso irregular de fardamento dos policiais

A Polícia Civil do Ceará investiga o uso indevido de fardamento militar por parte de um dançarino em Fortaleza. O rapaz ainda não identificado se apresenta em uma boate no Bairro Ellery, em Fortaleza com réplica de uma farda da PM-CE, segundo a polícia.

Gogo boy se apresenta com réplica de farda de PM em boate em Fortaleza
Gogo boy se apresenta com réplica de farda de PM em boate em Fortaleza
Foto: Reprodução

O vídeo da performance é compartilhado nas redes sociais desde o domingo (5) e foi encaminhado à Superintendência da Polícia Civil nesta segunda-feira (6). O G1 procurou a boate onde o show foi realizado, mas as ligações não foram atendidas.

Para a Polícia Militar, o caso se configura como uso indevido de fardamento militar, a investigação e apuração do caso, no entanto, ficará a cargo da Polícia Civil, já que o dançarino não é um militar. O uso de fardamento militar é crime previsto no artigo 46 da Lei das Contravenções Penais.

O caso gerou polêmica entre os policiais, que consideram um "desrespeito" à farda. "Não se pode fazer o que ele fez: sujar a imagem de uma instituição seria e honrada", afirmou um policial.

Ver comentários