Notícia

Ministério Público vai proteger casarão antigo de Santa Teresa

Promotoria exige que prefeitura faça estudo de impacto ambiental sobre demolição de prédio

O Ministério Público Estadual promete adotar todas as medidas possíveis para assegurara a preservação do meio ambiente, do patrimônio histórico, artístico e cultural de Santa Teresa, cidade da Região Centro Serrana do Espírito Santo onde a prefeitura promete demolir um casarão antigo para dar espaço à construção de uma ponte para dar vazão ao transporte de carga.


O anúncio sobre a realização da obra, que visa, segundo o prefeito Claumir Zamprogno (PSB), à melhoria do trânsito na cidade, causou reação negativa de diversos moradores.


Muitos, em uma rede social da internet, criticam o projeto que garantem ameaçar o patrimonio histórico da cidade, que comemora neste mês 441 anos da imigração italiana no Brasil.

 

Prefeitura quer demolir casarão por causa do trânsito nas ruas estreitas da cidade
Prefeitura quer demolir casarão por causa do trânsito nas ruas estreitas da cidade
Foto: Fernando Madeira

Valor


Por meio da Promotoria de Justiça de Santa Teresa, o MP Estadual encaminhou ofício ao prefeito Claumir Zamprogno no qual requer que, em cinco dias, a administração municipal encaminhe ao órgão cópia integral de todo o procedimento relacionado à desapropriação da área onde está edificado o casarão de dois pavimentos, de propriedade da família Bassetti.

 

Claumir Zamprogno: obra polêmica
Claumir Zamprogno: obra polêmica
Foto: Reprodução/TV Gazeta

O próprio prefeito informou a A GAZETA que o valor de mercado do imóvel, que ocupa uma área de 560 m2, é estimado em R$ 1,3 milhão. Mas ele diz que o local ainda está em fase de avaliação.


O mesmo Ministério Público Estadual comunicou formalmente à prefeitura que ela deverá realizar Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e Relatório de Impacto Ambiental (Rima) antes de “qualquer ato praticado, no sentido de demolir a propriedade”, numa referência ao casarão da Rua Coronel Avancini, no Centro da cidade que é a primeira colônia italiana do Brasil.

 

Moradores darão abraço simbólico em quarteirão

 

Moradores de Santa Teresa prometem realizar às 15h do próximo domingo um ato com abraço simbólico do quarteirão onde está o casarão da família Bassetti, no Centro da cidade.


Ontem, um grupo ligado à Associação de Moradores reuniu-se com o prefeito Claumir Zamprogno para cobrar explicações sobre a demolição do prédio e a construção da ponte.


Zamprogno afirma que “a maioria dos moradores quer a ponte”, mas Marcos Leão, que foi à reunião, diz que a comunidade não quer o transporte de carga pesada na cidade, e reivindica da prefeitura apresentação de um estudo técnico que comprove a eficácia da obra.

Ver comentários