Notícia

Prefeitura de Baixo Guandu fecha ferrovia da Vale em protesto

A Vale utiliza a ferrovia para transportar minério de ferro e passageiros

A Prefeitura de Baixo Guandu fechou a Estrada de Ferro Vitória-Minas em protesto contra a multinacional Vale, por volta das 18 horas desta quinta-feira (12). Segundo informações de moradores, seis tratores da administração municipal foram usados para bloquear a passagem do minério da companhia na estrada. 

A multinacional é dona de metade das ações da Samarco, empresa responsável pelas barragens que romperam em Minas. Desde semana passada, os rejeitos das barragens avançam no Rio Doce, ameaçando o abastecimento de água em Baixo Guandu, Colatina e Linhares.

No início da tarde, o prefeito da cidade, Neto Barros, anunciou que fecharia a Estrada. O prefeito disse que só vai desbloquear a ferrovia, usada pela multinacional, para transportar minério de ferro e passageiros, quando a Vale tomar uma providência contra os prejuízos da lama das barragens rompidas em Mariana, Minas Gerais. Ele também exige uma reunião com o presidente da multinacional.

No Facebook, Neto Barros lamentou a postura da Vale: "Presenciamos atônitos um crime ambiental sem precedentes (...), muitos assistem impassíveis a morte do rio (principalmente os responsáveis pela empresa), mas com implicações caóticas para toda a região", declarou.

Moradores registraram o momento em que as máquinas da prefeitura fecharam a ferrovia.

Confira o vídeo

Outro lado

Por meio de nota, a Vale disse que está tomando as medidas necessárias para garantir o tráfego ao longo da Estrada de Ferro Vitória-Minas. No início da tarde desta quinta-feira, a multinacional informou que disponibilizou quatro vagões-tanque com capacidade total de 260 mil litros de água para buscar água potável em Ipatinga, a 120 quilômetros de Governador Valadares, e ajudar no abastecimento da cidade.

Além disso, a mineradora também disse que, em Colatina, a empresa disponibilizou, desde segunda-feira (09), caminhões-pipa a serviço da Samarco para abastecimento da população. 

A Vale informou que não houve prejuízo no transporte de carga e passageiros nesta quinta. Por enquanto, nenhuma viagem no trem de passageiros da Vale foi cancelada.

Ver comentários