Notícia

Merendeira de Santa Maria de Jetibá ganha concurso nacional

Anilda Berger, responsável pela merenda de na Escola de Ensino Fundamental Baixo Rio Pantoja, em Garrafão, foi a autora premiada

Um bolo salgado de arroz, uma delícia feita pela merendeira de uma escola na área rural de Santa Maria de Jetibá, na Região Serrana do Estado, está entre as iguarias ganhadoras do concurso Melhores Receitas de Alimentação Escolar, promovido pelo Ministério da Educação (MEC), em parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Anilda Berger, responsável pela merenda de na Escola de Ensino Fundamental Baixo Rio Pantoja, em Garrafão, foi a autora premiada, juntamente com outras quatro merendeiras de escolas públicas de várias regiões do país.

O resultado do concurso foi divulgado nesta quinta-feira (28), em Brasília, onde aconteceu a premiação às cinco autoras dos pratos mais saborosos e saudáveis. Elas competiram com mais de 2 mil participantes.

Santa Maria de Jetibá representou bem o Estado na competição. Das 15 receitas finalistas - três de cada região brasileira -, da região Sudeste as três foram de Santa Maria . As merendeiras Guerlinda Boening, do Cmei Jetibá, e Leila Conceição Nunes Foss, da Creche Municipal Ronald Berger, também participaram da final e estiveram na premiação.

Cada uma das cinco merendeiras vencedoras recebeu um prêmio de R$ 5 mil e uma viagem com acompanhante para o Chile. A viagem deve acontecer em abril deste ano. As ganhadoras vão para o Chile, com todas as despesas pagas, fazer cursos, visitar escolas e conhecer propriedades de agricultura familiar.

Elas receberam ainda certificado de gastrônoma da merenda escolar e vão participar de um livro que será editado pelo MEC com as 160 melhores receitas que participaram da disputa. O livro será distribuído em escolas de todo país.

Receita pomerana

Anilda Berger, 51 anos, contou que ficou surpresa com o resultado. Mãe de quatro filhos e merendeira na escola de Garrafão há quase 20 anos, ela viu o concurso como um grande aprendizado. "Eu amo ser merendeira. E fiquei muito feliz em ver como os jurados gostaram da minha receita", comentou.

Na escola onde Anilda trabalha, o bolo salgado de arroz já faz sucesso há muito tempo. A merendeira diz que para criar a delícia, usou uma receita tradicional entre os pomeranos, embora tenha dado um toque especial. "A receita original, passada de geração em geração, só levava arroz, ovo e fermento. Eu incrementei colocando frango, trigo e legumes. É muito fácil de fazer e agrada todo mundo", explica ela.

O bolo de arroz da Anilda conquistou fãs também na comunidade onde ela mora. "As pessoas me pedem a receita e fazem encomendas. Já fiz esse bolo salgado até para casamentos", diz a cozinheira.

Leila Foss, 44 anos, outra merendeira de Santa Maria que participou do concurso, ficou entre as finalistas com a receita de uma omelete assada com legumes . "É uma receita muito nutritiva, uma vez que a omelete é assada, não usa óleo. Ela foi muito bem aceita entre os alunos e na comunidade. Até porque nosso município é um grande produtor de ovos", conta ela, que serve a refeição da garotada da Creche Ronald Berger há 13 anos.

Foi com um delicioso frango ao molho de casca de abóbora que a Guerlinda Boening foi parar na final da disputa. "Os jurados elogiaram muito a receita, que é muito saborosa. Gosto de valorizar o reaproveitamento das cascas dos alimentos, que são muito ricos em nutrientes", diz Guerlinda, 48 anos, 30 deles atuando como merendeira.

A seleção

As receitas participantes foram selecionadas por um grupo de jurados composto por cinco integrantes: um chef de cozinha, uma nutricionista, um conselheiro de alimentação escolar, um aluno da rede pública e um convidado de instituição parceira do concurso.

Em Brasília, as 15 finalistas participaram por dois dias de um curso realizado na cozinha do Senai. Na última etapa do concurso, as merendeiras tiveram que preparar as suas receitas para os jurados, que avaliaram critérios como viabilidade na alimentação escolar, valorização de hábitos locais e criatividade,  apresentação, sabor, textura, cor do prato, entre outros.

As escolas ganhadoras

Sudeste (Santa Maria de Jetibá/ES) – Anilda Berger – receita: Bolo salgado de arroz da Anilda

Nordeste (Salvador/BA) – Dejanira de Souza – receita: Abará de carne moída com aipim

Centro-Oeste (Iporá/GO) – Osmarina Pereira Assini – receita: Torta saborosa de batata doce com peixe

Norte (Parauapebas/PA ) – Maria Alerte da Silva – receita: Arroz de cuxá com charque

Sul (Matelândia/PR) – Maria de Lurdes Fidélis – receita: Torta de arroz nutritiva

Ver comentários