Notícia

Portuário morre após ser atingido por empilhadeira de 24 toneladas

Todas as atividades de operação foram suspensas no Portocel, em Aracruz

Cláudio de Windsor Santos, 45 anos, morreu após ter sido atingido por uma empilhadeira de 24 toneladas
Cláudio de Windsor Santos, 45 anos, morreu após ter sido atingido por uma empilhadeira de 24 toneladas
Foto: Divulgação

Um trabalhador portuário de 46 anos morreu na tarde desta quinta-feira (28) após um acidente de trabalho em Portocel, Aracruz. Cláudio de Windsor Santos foi atingido por uma empilhadeira de 24 toneladas e morreu na hora.

Segundo informações do Sindicato Unificado da Orla Portuária (Suport-ES), um outro funcionário operava a máquina, por volta das 13h35, retirando fardos de celulose do armazém da Portocel para conduzir ao navio. Windsor, que atuava como conferente, estava próximo ao local da manobra quando foi atingido pela empilhadeira. O trabalhador morreu na hora e o colega entrou em estado de choque. Ele recebeu atendimento da empresa e foi conduzido ao ambulatório da Fibria, que opera o porto.

A perícia foi acionada, mas o corpo ainda permanece no local. Todas as atividades de operação foram suspensas. Ainda segundo a sindicato, os dois trabalhadores envolvido no acidente são experientes nas funções.

O presidente do sindicato, Ernani Pereira Pinto, lamentou a fatalidade: “Esperamos que a perícia encontre as reais causas do acidente e que haja maior empenho da empresa em fortalecer a segurança do trabalhador, tendo em vista os riscos da atividade e o potencial econômico de Portocel, que pode oferecer melhores condições de saúde e segurança aos seus colaboradores”, destacou Ernani.

Por meio de nota, a empresa Portocel lamentou o ocorrido e informou que um processo de investigação está em curso na empresa para identificar as causas do acidente. "A Portocel, em conjunto com o sindicato, está prestando toda assistência à família da vítima e, nesse momento de consternação, manifesta pêsames aos parentes e amigos."

Ver comentários