Notícia

Vitória é a número um em educação e saúde

Capital é a primeira de uma lista de 700 cidades em pesquisa divulgada nesta quarta-feira

Impulsionada pelos bons resultados, principalmente nas áreas de saúde e educação, Vitória alcançou o primeiro lugar no ranking das cidades de médio porte mais inteligentes e conectadas do Brasil em 2016. Na classificação geral das 700 cidades pesquisadas pelo instituto Urban Systems, a Capital aparece na 6ª colocação, subindo uma posição em comparação ao ano passado.

O estudo divulgado nesta quarta-feira mostra que mesmo com os percalços provocados pela crise econômica pela qual passa o país, Vitória apresentou avanços na educação, saindo da terceira posição em 2015 para o primeiro lugar em 2016. A cidade também manteve a liderança conquistada em 2015 no quesito saúde.

A escalada de duas posições em educação se deve a um percentual de 97,8% dos docentes de ensino médio com curso superior, nota média de 562 pontos no Enem e 14,2 vagas em universidades públicas por habitantes. Já no setor de saúde, os 5,91 leitos por habitantes (número bem acima da média nacional de 2,4 leitos) e o maior índice de médicos em atividades no país (9,64 por habitantes) garantiram à cidade o primeiro lugar.

“Vitória é uma cidade maravilhosa para criar os filhos. Até hoje não tenho o que reclamar da educação que está sendo oferecida para minha filha na rede pública. Ela tem tudo o que precisa, desde professores capacitados até boa alimentação”, relatou a dona de casa Danuza Rodrigues Viana, 27 anos, mãe da pequena Agata Viana, 3 anos.

Ao todo, 11 setores foram avaliados. Além de saúde e educação, Vitoria está bem colocada em outros dois: governança (8º lugar) e tecnologia e inovação (15º lugar).

Ver comentários