Notícia

Ifes deixa o posto de melhor do país

Escola caiu de 1ª para 22ª no ranking entre as públicas

O Ifes de Vitória está entre as unidades de ensino que estão ocupadas no Estado
O Ifes de Vitória está entre as unidades de ensino que estão ocupadas no Estado
Foto: Edson Chagas

O Campus Vitória do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) não é mais a escola pública com a melhor nota do país no Exame Nacional do Ensino Médio. De primeira colocada, em 2014, a escola caiu para 22ª entre as públicas no ano passado, considerando as médias das provas objetivas e da redação. O Ifes Vitória obteve a média de 653,98.

Os dados do Enem por Escola dos Institutos Federais e das instituições que oferecem o ensino médio integrado à educação profissional foram divulgados na tarde desta segunda-feira pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (Inep). O resultado de ontem também mexeu com a nota de 44 escolas estaduais do Espírito Santo.

A divulgação se deu após polêmica envolvendo os institutos federais, que não concordaram terem sido excluídos da lista divulgada no dia 4 do mês passado.

Na época, a alegação do Inep era de que as escolas que, como os IFs, ofereciam o ensino médio integrado à educação profissional não faziam parte do público-alvo do Enem por escola. Dias depois da primeira divulgação, o Inep admitiu ter cometido um “equívoco” e prometeu processar e divulgar os resultados dos institutos federais até o final do mês.

Se consideradas as notas objetivas de todas as escolas - públicas e privadas - do Brasil, o Ifes aparece na posição 124. Já no Espírito Santo, a escola é dona da quinta melhor nota, tirando o Centro Educacional Charles Darwin de Vitória do top 10 e colocando o Darwin de Cachoeiro na sexta posição. A Sagrado Coração de Maria continua na liderança.

Mais mudanças

Outra mudança que veio com a lista de ontem é que agora, as 14 melhores notas de escolas públicas são todas dos campi do Ifes espalhados pelo Estado.

Procurado por A GAZETA, o reitor do Ifes, Denio Rebelo Arantes, disse que prefere “analisar melhor as notas” para depois comentá-las, o que não teria condições de fazer até o fechamento desta matéria.

Saiba mais

AS 10 MELHORES NOTAS DO ESTADO

1º - Colégio Sagrado Coração de Maria - Vitória - 697,63

2º - CE Leonardo da Vinci - Vitória - 679,94

3º - Colégio Salesiano Jardim Camburi - Vitória -665,21

4º- Escola São Domingos - Vitória - 663,80

5º - Ifes Campus Vitória - 653,98

6º - Centro de Ensino Cachoeirense Darwin - Cachoeiro de Itapemirim - 653,19

7º - CE Primeiro Mundo - Vitória - 651,92

8º - Colégio Marista Nossa Senhora da Penha -Vila Velha - 647,91

9º - Escola Guimarães Rosa LTDA -Cachoeiro de Itapemirim -639,47

10º - Centro Educacional Charles Darwin - Vila Velha - 639,25

AS 10 MELHORES NOTAS (ESCOLAS PÚBLICAS - TODOS IFES)

1º- Ifes - Campus Vitória - 653,98

2º - Ifes - Campus Aracruz - 631,29

3º - Ifes - Campus Cachoeiro - 626,16

4º - Ifes - Campus Colatina - 620,27

5º - Ifes - Campus Cariacica - 613,98

6 º - Ifes - Campus Guarapari - 613,45

7º - Ifes - Campus Nova Venécia - 610,27

8º- Ifes - Campus Ibatiba - 591,56

9º - Ifes - Campus Venda Nova do Imigrante - 590,89

10º - Ifes - Campus São Mateus - 590,83

O IFES NO BRASIl

124ª posição

Entre todas as escolas do país na média das objetivas

22ª posição

Entre as escolas públicas do Brasil, que era o ranking liderado por ele em 2014

Notas de 42 escolas da rede estadual melhoraram

A escola Victório Bravim continua na liderança
A escola Victório Bravim continua na liderança
Foto: Edson Chagas

Das 44 escolas estaduais que tiveram as notas alteradas na divulgação realizada ontem pelo Inep, apenas duas não melhoraram as médias se comparadas à lista do início do mês passado.

Essas 44 escolas oferecem, além do ensino médio regular, o integrado à educação profissional. Apenas os alunos do ensino médio estavam incluídos no cálculo da média divulgada no dia 4 de outubro. Já na lista de ontem, o Inep recalculou a nota, incluindo desta vez a dos alunos do ensino médio integrado à educação profissionalizante.

Apesar dessa mudança, a lista das dez melhores escolas da rede estadual no Enem do ano passado segue inalterada, com a Victório Bravim, de Marechal Floriano, liderando o ranking e a Clóvis Borges Miguel, da Serra, na 10ª posição, com 534,48.

Das escolas que tiveram notas modificadas ontem, a maior média foi a da Arnulpho Mattos, que fica no Bairro República, em Vitória, com 521,97, seguida pela Aleyde Cosme, de Irtarana, com 521,49.

A escola que mais ganhou na média com a inclusão dos alunos do ensino médio integrado foi a Pedro de Alcântara Galvêas, que fica em Dores do Rio Preto. Ela ganhou 18,77 pontos passando de 467,58 na lista do dia 4 de outubro para 486,35 na lista divulgada ontem no site do Inep.

As duas únicas escolas que não tiveram melhoria na nota foram a Doutor Francisco Freitas Lina, em Vila Velha, que perdeu 0,45 com a inclusão dos alunos da educação profissional e a Presidente Luebke, de Vargem Alta, que perdeu 3,81 pontos de uma lista para a outra.

Ver comentários