Notícia

Hemoes do Estado apresentam queda no número de doações por conta da vacinação de febre amarela

Em Colatina, o estoque de plaquetas já acabou. Doadores que tomarem a vacina precisam esperar 30 dias para poderem doar

A grande procura por vacinas de febre amarela no Estado tem causado a redução no número de doações de sangue. A direção do Hemocentro do Espírito Santo (Hemoes) informou que o estoque do banco de sangue estadual já está abaixo do ideal. Em Colatina, os estoques de sangue estão chegando ao limite e as plaquetas já acabaram. Os doadores de sangue que tomarem a vacina de febre amarela precisarão esperar 30 dias poderem para doar.

Contraste: Muitas pessoas aguardavam do lado de fora da Secretaria de Saúde de Colatina para tomar a vacina de febre amarela. No Hemocentro, que fica ao lado, não havia nenhum doador.
Contraste: Muitas pessoas aguardavam do lado de fora da Secretaria de Saúde de Colatina para tomar a vacina de febre amarela. No Hemocentro, que fica ao lado, não havia nenhum doador.
Foto: Brunela Alves

O diretor do Hemocentro de Colatina, José Carlos Tosato Jr afirma que após o início da vacinação cautelar na cidade as doações diminuíram. “Antes de começar a vacinação, nós tínhamos uma média de 50 doadores por dia. Nesta semana, só tivemos 1 doador. Nossos estoques de concentrado de hemácias são suficientes para atender a região por uma semana, mas os de plaquetas já acabaram”.

José Carlos Tosato Jr, diretor do Hemocentro de Colatina
José Carlos Tosato Jr, diretor do Hemocentro de Colatina
Foto: Brunela Alves

De acordo com o diretor, a vacina de febre amarela contém o vírus vivo atenuado que não é capaz de infectar uma pessoa saudável. “Em pessoas saudáveis, a vacina tende a estimular a produção de anticorpos contra a febre amarela. Já o paciente que precisa receber o sangue doado, é um indivíduo que está com baixa imunidade. Por isso, ele não pode receber um sangue que contenha o vírus, por risco de contrair a doença”, explicou.

José Carlos Tosato informou que no Carnaval a procura por transfusão de sangue costuma ser grande. “Nossa maior preocupação agora é por conta do Carnaval, época em que muita gente precisa de doação de sangue porque se envolve em acidentes, por exemplo”.

Doadores de sangue que tomaram a vacina contra febre amarela há menos de 10 anos, podem procurar o Hemoes para doar sangue antes e vacinar depois. Isso porque, o intervalo de tempo (validade) entre a primeira e a segunda dose da vacina é de 10 anos. Já o doador que acabou de ser vacinado contra a febre amarela, precisa esperar 30 dias para estar novamente apto a doar.

O agricultor Fabio Arrivabene, 46 anos, morador de Marilândia, compareceu ao Hemoes de Colatina, na manhã desta quinta-feira (26) para tentar doar, mas não estava apto porque a vacinação contra a febre amarela estava vencida há 3 anos. “Eu vinha doar a cada 4 meses, mas agora, pediram para eu tomar a segunda dose da vacina antes, porque está vencida, e voltar só daqui a 30 dias”.

Em nota, o Hemoes disse que necessita, principalmente, de sangue O negativo, que pode ser transfundido em pessoas com qualquer outro tipo sanguíneo, e O positivo, que pode ser transfundido em pessoas que tenham fator RH positivo, ou seja, A positivo, AB positivo, B positivo e O positivo.

Quem pode doar sangue?

Para doar sangue, é preciso ter de 16 a 69 anos de idade, sendo que a primeira doação deve ser feita obrigatoriamente até os 60 anos. Menores de 18 anos só podem doar com a autorização de um responsável legal. Doadores frequentes não podem deixar de obedecer ao intervalo mínimo entre uma doação e outra, que deve ser de dois em dois meses para homens e de três em três meses para mulheres.

O interessado em doar sangue deve ir até uma unidade do Hemoes, apresentar um documento oficial com foto, carteira de vacinação e responder a um questionário. Em seguida, passará por triagem para avaliar sua condição de saúde e verificar se está apto para doar sangue. Caso o voluntário tenha almoçado, é necessário aguardar três horas após a refeição para fazer a doação.

Recomendação para doar sangue
Recomendação para doar sangue
Foto: Divulgação

Documentação para poder doar sangue:

-Documento original com foto (RG, Carteira de Habilitação);

-Carteira de vacinação (passou a ser obrigatória após a vacinação cautelar do Estado para combater a febre amarela).

Locais de doação no Estado:

- Hemocentro do Estado do Espírito Santo (Hemoes)

Tel. 3636-7900/7920/7921- Avenida Marechal Campos, 1.468, Maruípe, Vitória. Funciona de segunda-feira a sexta das 07 às 19h, e sábado, das 7h às 13h.

- Unidade de Coleta à Distância da Serra

Tel. 3218-9429/ 3218-9242. Avenida Eudes Scherrer Souza, s/n (anexo ao Hospital Estadual Dório Silva). Funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 07h às 16h.

- Hemocentro de Linhares

Tel. (27) 3264-6000/ 3264-6019 - Avenida João Felipe Calmon, 1.305, Centro (ao lado do Hospital Rio Doce). Funciona de segunda a sexta-feira, das 07h às 12h30.

- Hemocentro Regional de Colatina

Tel. (27) 3717-2801 - Rua Cassiano Castelo, s/n, Centro. Funciona de segunda a sexta-feira, das 07h às 12h30.

- Hemocentro Regional de São Mateus

Tel. (27) 3767-7957 - Rodovia Otovarino Duarte Santos, Km 02, Parque Washington. Funciona de segunda a sexta-feira, das 07h às 12h30.

Ver comentários