Notícia

Esposas de PMs desistem de pedir reajuste e enviam nova proposta ao Governo

As associações de policiais militares entregaram a proposta das manifestantes à Comissão de Negociação do Governo

Mulheres e familiares de PMs permanecem na frente de batalhões
Mulheres e familiares de PMs permanecem na frente de batalhões
Foto: Fernando Madeira

As esposas dos policiais militares formularam uma nova proposta ao Governo para saírem da porta dos batalhões e darem fim definitivo à paralisação da Polícia Militar do Estado. No novo texto, elas abrem mão do reajuste salarial e focam nas melhorias de condições de trabalho.

A nova proposta foi entregue nesta segunda-feira (13) pelas esposas às associações de policiais militares, que a encaminhou à Comissão de Negociação do Governo do Estado.

Segundo o major Rogério Fernandes, da Associação dos Oficiais Militares do Estado, uma reunião acontecerá ainda nesta segunda-feira (13) para análise dos pedidos e condições das manifestantes.

"Abrimos mão do reajuste no momento por melhores condições de trabalho. Se a resposta positiva do governo chegar hoje, nós desocupamos hoje ainda os batalhões", afirmou uma das líderes do movimento.

Ver comentários