Notícia

Gato rouba a cena durante casamento e deita no véu da noiva

"Em 26 anos de profissão, nunca tinha visto isso", comentou o fotógrafo Wagner Breciane, que fez um dos registros

Gato deitou no véu da noiva
Gato deitou no véu da noiva
Foto: Wagner Breciane/ Divulgação

Geralmente o que chamam atenção em um casamento, além do amor do casal (claro!), são as músicas que fazem todo mundo chorar ou mesmo o vestido da noiva. Mas, em um matrimônio realizado no último sábado (08), em Vitória, o destaque foi um gato. Sim, um gatíneo roubou a atenção de todos os convidados na igreja.

O bichano entrou na Igreja Cristo Redentor, em Goiabeiras, e resolveu dar uma descansada justamente em cima do véu da noiva, em pleno altar, marcando a cerimônia dos noivos Bruna Rizzo e Paulo Henrique Camargo.

Segundo o fotógrafo Wagner Breciane, que trabalhava no casamento e fez uma das fotos do gato, o bicho entrou logo no início da celebração. "Em 26 anos de profissão, nunca tinha visto isso. Ele entrou e deitou no véu. E quem avisou à noiva foi o próprio noivo, que até riu da situação. Ela se assustou, colocou a mão na boca e soltou um: 'Ai, meu Deus', sem nem olhar para trás. Todo mundo ficou impressionado", lembra o profissional.

Quem tirou o gatinho foi um padrinho do casal, que também é irmão do noivo. Mas quem disse que o penetra se contentou em ficar do lado de fora da igreja? "Ele voltou, ficando dessa vez no pé do padrinho".

A noiva, de acordo com o fotógrafo, ficou preocupada com a presença do gato no início, mas depois desencanou quando viu na internet que o gato preto é muito forte em algumas culturas, ligado a uma imagem positiva. "Ela me disse que não era supersticiosa, mas que procurou o 'significado' de gato preto", diz o fotógrafo Wagner Breciane.

Noiva se assustou e colocou a mão na boca
Noiva se assustou e colocou a mão na boca
Foto: Timóteo Sodré/ Divulgação

O que muitos convidados não sabiam é que o gatinho já é quase da "família da igreja". Minutos antes do casamento, o também fotógrafo Timóteo Sodré já tinha visto o gato na área externa da igreja e avisou Breciane. Wagner descobriu com membros da comunidade que o animal já é presença certa nas celebrações no local. "Parece que o padre que cuida da igreja gosta muito do gato, dá comida para ele. O animal está sempre nas missas", finalizou.

Ver comentários