Notícia

Greve geral: bancos, comércio e escolas municipais não funcionam nesta sexta-feira

O SindiRodoviários diz que não aderiu à greve e, portanto, ônibus circulam normalmente na sexta-feira

Greve deve atingir bancos, comércio e escolas
Greve deve atingir bancos, comércio e escolas
Foto: Reprodução

O Sindicato dos Comerciários (Sindicomerciários), que representa os trabalhadores do comércio no Espírito Santo, anunciou que vai aderir à greve geral convocada para esta sexta-feira (30). A ação é em protesto contra as reformas do governo Temer em tramitação no Congresso, sobretudo a trabalhista e a previdenciária. A paralisação envolve outras categorias em todo o país e terá duração de 24 horas.

> Federação garante que comércio vai abrir nesta sexta

Segundo o presidente do Sindicomerciários, Jakson Andrade, a entidade vai seguir a orientação da Central Única dos Trabalhadores (CUT), que por sua vez anunciou que vai acatar a greve, seguindo orientação da Direção Executiva Nacional da entidade. 

Na noite desta segunda-feira (26), a CUT e outras centrais sindicais se reuniram para definir os detalhes do dia de protesto. "Somos um sindicato filiado à CUT e vamos seguir o posicionamento dela", informou Jakson.

BANCOS

O Sindicato dos Bancários do Espírito Santo (Sindibancários) também decidiu aderir à greve geral. O coordenador-geral doo sindicato, Jonas Freire, explica que a decisão de participar da greve foi tomada em assembleia no último dia 20, com aprovação unânime dos presentes.

Segundo ele, a decisão abrange os cerca de 7,7 mil bancários, sindicalizados ou não, com atuação em todo o Espírito Santo, e o objetivo é que nenhuma agência de nenhum banco, público ou particular, funcione no Estado no dia da greve.

TRANSPORTES

Segundo o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Edson Bastos, a categoria não aderiu à greve e os ônibus circulam normalmente na sexta-feira. 

ESCOLAS

De acordo com Rodrigo da Fonseca Agapito, diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Espírito Santo (Sindiupes), as redes municipais de Vitória, Serra, Cariacica, Vila Velha e Guarapari já votaram a adesão à greve.

Quanto às escolas da rede estadual, ainda não é possível dizer se elas vão ou não funcionar. Ainda será realizada uma assembleia para decidir sobre o assunto.

Ver comentários