Notícia

"Postura inadequada", diz coronel sobre ação de PMs contra jornalista

Questionado sobre a atitude dos policiais, o comandante disse ser 'lamentável' e 'uma pena o desfecho dessa ocorrência'

Coronel Nylton Rodrigues
Coronel Nylton Rodrigues
Foto: Ricardo Medeiros

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Nylton Rodrigues, declarou na manhã desta quinta-feira (13) que a postura dos policiais que conduziram o jornalista Vinícius Arruda, do jornal Metro, à Delegacia Regional de Vitória, onde foi indiciado por desobediência depois de filmar uma abordagem de policiais militares na segunda-feira (11) em Vitória, foi 'inadequada e a corregedoria já abriu procedimento'. A afirmação foi feita em entrevista ao 'Bom Dia Espírito Santo', da TV Gazeta.

Leia mais:

- Vídeo de abordagem da PM gravado por jornalista detido é divulgado

- Quais são os direitos e deveres do cidadão em uma abordagem policial?

Questionado sobre a atitude dos policiais, o comandante disse ser 'lamentável' e 'uma pena o desfecho dessa ocorrência'. De acordo com Rodrigues, os policiais faziam o trabalho deles corretamente, ao socorrerem uma mulher que estava sendo assediada. "Mas faltou diálogo, experiência e tranquilidade."

Declarou ainda que a ação da polícia é pública e transparente e que tanto a Polícia Militar como a imprensa são instituições importantíssimas para a sociedade. "A nossa missão é pública e toda missão pública deve ser transparente. Temos que ter tranquilidade quando a imprensa está acompanhando o nosso trabalho."

Nylton Rodrigues finalizou a entrevista afirmando que a a situação será usada futuramente em cursos da PM, entre eles, o de aperfeiçoamento.

Ver comentários