Notícia

MEC libera verba de custeio de mais de R$ 8 milhões para Ifes e Ufes

A verba é destinada ao pagamento de serviços como energia elétrica, vigilância, limpeza, bolsas de estudo e estágios, manutenção dos prédios, água e esgoto, entre outros

Em relação à verba de capital, utilizada para realização de obras e investimentos, o governo federal liberou para a Ufes R$ 8,4 milhões
Em relação à verba de capital, utilizada para realização de obras e investimentos, o governo federal liberou para a Ufes R$ 8,4 milhões
Foto: SCX

A incerteza que pairava nos cofres das universidades e institutos federais teve fim na tarde desta quarta-feira (29). Isso porque o Ministério da Educação (MEC) anunciou a liberação de 100% do orçamento de custeio previsto para o ano de 2017 para essas instituições. Juntas, a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e o Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), receberam R$ 8,3 milhões em verbas de custeio.

O Ifes informou que recebeu R$ 4 milhões em verba de custeio, dinheiro que ainda estava retido. O valor recebido já estava previsto no orçamento de custeio da instituição de 2017, que totalizava R$ 63 milhões. Já a Ufes afirmou que foi liberado para a universidade um montante de R$ 4,3 milhões de verba de custeio e que com essa liberação, completam-se os 100% do total de R$ 71 milhões do orçamento para custeio previsto para 2017.

A verba de custeio é destinada ao pagamento de serviços como energia elétrica, vigilância, limpeza, bolsas de estudo e estágios, manutenção dos prédios, água e esgoto, diárias e manutenção de equipamentos. De toda a verba repassada pelo governo federal, a de custeio é a única sob a qual a administração das instituições têm autonomia.

VERBA DE CAPITAL 

Em relação à verba de capital, utilizada para realização de obras e investimentos, o governo federal liberou para a Ufes R$ 8,4 milhões, o que corresponde a 60% do orçamento previsto para o ano de 2017. Os outros 40%, um montante de R$ 5,6 milhões, até o momento permanecem contingenciados, o que significa um atraso ou até mesmo a inexecução do repasse previsto. Para o Ifes, a previsão de repasse em verbas de custeio para 2017 era de R$3 milhões. Desse total, ainda estão retidos R$1,2 milhão.

O REPASSE

Do montante de R$ 1,023 bilhão liberados nesta quarta, R$ 497,04 milhões são referentes a recursos financeiros discricionários, quantia que, somada ao que já foi repassado este ano, chega a R$ 7 bilhões. Os repasses da atual liberação somam R$ 343,54 milhões para as universidades e R$ 148,54 milhões para os institutos federais. O restante, R$ 4,96 milhões, foi repassado ao Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), ao Instituto Benjamin Constant (IBC) e à Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), órgãos vinculados ao MEC.

Ver comentários