Notícia

Afogamentos no ES: 20 mortes em janeiro de 2019

Maior número de mortes foi registrado em rios

Vinte pessoas morreram afogadas no Espírito Santo somente no mês de janeiro de 2019. O maior número de casos ocorreu em rios: seis mortes registradas. Os dados são do Corpo de Bombeiros Militar capixaba.

 

Para o Tenente Brito, do Corpo de Bombeiros de Linhares, são duas as principais explicações para tais números: falta de informação e ausência de salva-vidas. 

Geralmente, locais como lagos e cursos de água não têm guarda-vidas. E, nessa época do ano, as pessoas entram em lugares desconhecidos como estes para se refrescarem, sem saber dos perigos que oferecem

Um possível remanejamento ou reforço de bombeiros nas localidades mais perigosas poderiam ajudar a diminuir estes números, garante Brito. No entanto, ele explica, a mudança na logística depende do mapeamento dos pontos mais críticos por parte dos municípios. “Vale ressaltar também que em propriedades particulares, a segurança deve ser feita pelo próprio dono”, afirmou.

DICAS DE SEGURANÇA

Para evitar que mais mortes por afogamentos sejam registradas no Espírito Santo, o Corpo de Bombeiros aconselha as pessoas a se informarem sobre o lugar do mergulho, evitarem correnteza e água acima da cintura, principalmente àqueles que não sabem nadar.

Quem tem criança, deve mantê-las sempre a uma distância máxima de um braço, independente do uso de acessórios. 

O colete ou qualquer outro tipo de boia que a criança vista ou segure não dispensa a supervisão dos pais ou responsáveis

Por fim, caso alguém seja visto se afogando, o indicado é oferecer um objeto flutuante e entrar em contato com os bombeiros imediatamente. “Se quem não é habilitado para fazer este tipo de resgate entrar na água, pode acabar atrapalhando e virando mais uma vítima”, explicou.

RELEMBRE ALGUNS CASOS DE AFOGAMENTO

Em Boa Esperança

Iran Gil de Spuza estava de férias com a família quando se afogou ao entrar me uma cachoeira em Boa Esperança
Iran Gil de Spuza estava de férias com a família quando se afogou ao entrar me uma cachoeira em Boa Esperança
Foto: Facebook

Duas crianças se afogaram no Rio do Norte, em Boa Esperança, no Norte do Estado, no último mês. O primeiro caso é de um menino de 12 anos, que foi levado pela correnteza, depois de cair das costas do irmão. Tudo aconteceu no começo da tarde do dia 5 de janeiro, mas o corpo de Iran Gil de Souza foi encontrado apenas no final da manhã seguinte.

Ana Flávia, de três anos, morreu afogada no Rio do Norte, em Boa Esperança
Ana Flávia, de três anos, morreu afogada no Rio do Norte, em Boa Esperança
Foto: Arquivo Pessoal

o segundo caso é de uma menina de apenas três anos, que em uma pausa para lanchar junto da família, voltou ao rio sem que os parentes percebessem e acabou sumindo nas águas. Identificada apenas como Ana Flávia, ela foi encontrada cerca de três horas depois, a aproximadamente dez quilômetros de onde entrou no rio.

Em Vitória

Depois de passar 40 minutos na água e se recusar a sair, um morador de rua se cansou e acabou se afogando na Baía de Vitória, próximo ao porto, no último dia 8 de janeiro. Segundo a Guarda Municipal da cidade, o homem sofria com transtornos mentais. O corpo foi encontrado por mergulhadores, pouco depois do incidente.

Em Marataízes

Irmãos chegaram a ser resgatados, mas não resistiram e morreram
Irmãos chegaram a ser resgatados, mas não resistiram e morreram
Foto: Reprodução

Aproveitando as férias de verão,

dois irmãos mineiros acabaram morrendo afogados em uma praia de Marataízes

, no sul do Espírito Santo. A tragédia aconteceu no último dia 22 de janeiro, quando Altamir Gomes de Oliveira tentou salvar a irmã Mirairdes, que estava se afogando. Falhada a tentativa de resgate, os dois precisaram ser socorridos pelo guarda-vida local. Infelizmente, nenhum dos dois resistiu.

Em Linhares

Em uma fazenda no interior de Linhares, Nordeste do Espírito Santo, um menino de seis anos acabou morrendo afogado em um buraco, que julgou ser apenas uma poça d’água. A confusão aconteceu após Wyslen Ramires Souza da Conceição sair com dois primos para brincar na região. A família chegou a socorrê-lo, mas o menino já não apresentava mais sinais vitais.

> Leia mais notícias sobre Afogamentos

Ver comentários