Notícia

BR 101: Contorno de Iconha será inaugurado na quinta-feira (28)

A obra, iniciada em setembro de 2016, promete reduzir o tempo de percurso devido ao desvio do fluxo para fora da cidade

Contorno de Iconha será inaugurado nesta quinta-feira (28)
Contorno de Iconha será inaugurado nesta quinta-feira (28)
Foto: Mosaico Imagem

Com a finalidade de destravar o gargalo de tráfego no sentido sul da BR 101, será inaugurado nesta quinta-feira (28), à partir de 10h, o Contorno de Iconha, um trecho de quase oito quilômetros de extensão, em pista duplicada. A obra, iniciada em setembro de 2016, promete reduzir o tempo de percurso devido ao desvio do fluxo para fora da cidade.

O evento de entrega do trecho, que acontece com atraso de dois anos, será realizado logo antes do carnaval e contará com a presença do Governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, bem como com a do Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

> Grave acidente interdita os dois sentidos da BR 101, em Guarapari

CONTORNO DEVE REDUZIR VIAGEM EM 53 MINUTOS

O novo trecho, de 7,84 quilômetros de extensão, poderá ser percorrido em aproximadamente sete minutos, com respeito ao limite de velocidade da via. Situação diferente da enfrentada hoje pelos motoristas com os constantes congestionamentos formados pelo tráfego de caminhões e carros de passeio na área urbana, o que pode atrasar a viagem em até uma hora. Com o contorno, o motorista vai economizar, portanto, 53 minutos.

O contorno conta com dois viadutos para acessar a cidade de Iconha em suas duas pontas, além de uma ponte sobre o rio que passa pela localidade e acostamentos. A obra aconteceu entre os quilômetros 374 e 379 da BR 101.

Foto: Marcelo Prest

NOVELA

A construção do Contorno de Iconha faz parte dos compromissos assumidos pela concessionária que administra a rodovia no Estado, Eco101. As praças de pedágio começaram a funcionar em maio de 2014 e a promessa era que metade da BR 101 no Espírito Santo estaria duplicada em até cinco anos, o que não foi cumprido.

A obra do Contorno de Iconha teve início em 2016 com previsão de entrega em maio de 2017, entretanto, ocorreram vários adiamentos. No primeiro atraso, a Eco101 informou que o motivo foi o demora na emissão de licença ambiental e fixou a nova data de entrega para dezembro, mas adiou novamente para setembro de 2018, e depois novembro deste mesmo ano. O último prazo fixado foi primeiro trimestre de 2019.

> Carnaval de Vitória: ônibus extras para o retorno dos foliões

Em setembro do ano passado, o então gerente da Eco101, Rodrigo Rodrigues, afirmou que o cronograma foi alterado devido à complexidade da obra e ao volume de chuvas daquele ano. Informou ainda que outros fatores como manifestações locais e a greve dos caminhoneiros também contribuíram para o atraso.

GARGALO

Para o presidente da Federação das empresas de Transportes do Espírito Santo, Gerson Pícoli, a entrega do contorno ajuda a resolver o gargalo no escoamento de produtos do Estado.

“Essa obra pronta é de fundamental importância para o escoamento dos produtos que transportamos. Dá velocidade no desenvolver da viagem e isso é fundamental para o atendimento da demanda”, assegura Gerson, que destaca também a importância da entrega do resto da BR duplicada.

Vista de parte do Contorno de Iconha, uma das obras mais esperadas da BR 101 que chegou à sua reta final.
Vista de parte do Contorno de Iconha, uma das obras mais esperadas da BR 101 que chegou à sua reta final.
Foto: Marcelo Prest

APREENSÃO NO COMÉRCIO

Apesar da expectativa dos motoristas e moradores, os comerciantes veem com preocupação a diminuição do fluxo de veículos. Na principal via da cidade é forte a presença de padarias, lanchonetes, lojas de vestuário e acessórios para veículos, que possuem entre os seus clientes os viajantes que passam por Iconha.

O comerciante Fábio Lorencini, de 33 anos, é dono de uma farmácia e de uma loja de produtos para alimentação saudável. Ele não desconsidera os pontos positivos para os moradores com a redução do trânsito de veículos, mas diz que em longo e médio prazo o comércio pode perder vendas.

> "Meu filho morreu atropelado na rodovia", diz moradora de Iconha

“Em questão de estacionamento vai melhorar. Para viver é melhor, mas para o comércio vai dar um baque muito grande. O público uma hora vai diminuir. Quem não for parar aqui vai passar por fora, e quem não é visto não é lembrado”, disse Fábio.

Ver comentários