Notícia

Prefeito de Vila Velha vai decretar situação de emergência no município

De acordo com Max Filho, o decreto é justificado pelo excesso de chuva, a interdição do hospital municipal em Cobilândia e a suspensão de diversos serviços do município

Ruas de Cobilândia, em Vila Velha, alagadas na manhã deste sábado (18)
Ruas de Cobilândia, em Vila Velha, alagadas na manhã deste sábado (18)
Foto: Intenauta Gazeta Online

O prefeito de Vila Velha, Max Filho, anunciou na tarde deste sábado (18) que vai decretar situação de emergência no município por causa das fortes chuvas que atingiram o município na madrugada e na manhã deste sábado (18). De acordo com o chefe do Executivo municipal, nas últimas 24 horas o município recebeu quase 200 mm de água.

> Defesa Civil decreta estado de alerta no ES; há previsão de chuva forte

"As justificativas para o decreto são o excesso de chuva, o alagamento de toda a cidade, a interdição do hospital municipal em Cobilândia, a suspensão de diversos serviços do município, o alagamento no pátio da empresa que faz a limpeza pública na cidade, o que nos levou a interromper o ciclo da limpeza pública na cidade, as feiras livres", disse Max. 

O decreto será publicado no Diário Oficial na próxima segunda-feira (20), com data retroativa a sexta-feira (17). Com isso, ficam dispensadas de licitação obras e serviços necessários para atender a situação emergencial, além de ter efeitos na liberação do FGTS para a população atingida. “É necessário que a população registre na Ouvidoria no telefone 162 e na Defesa Civil 199, todos locais que estão enfrentando problemas de alagamentos”, orientou.

> Chuva: homem quase desaparece em buraco na BR 262

De acordo com o prefeito, a situação é dramática em muitas regiões da cidade. Militares do 38º Batalhão do Exército atuam no município no auxílio a transporte de pacientes nas unidades de saúde e demais assistências às equipes da prefeitura.

"Somente o reconhecimento federal de uma situação de emergência na cidade de Vila Velha pode permitir que o exército aloque maior volume de recursos para que o 38º BI continue nos ajudando a socorrer a população. Esse decreto tem efeito não apenas perante os órgãos públicos, mas também para reparar o desastre natural que acomete o povo", explicou o prefeito.

> Militares do Exército resgatam pacientes em maternidade de Vila Velha

Max Filho também orienta que os moradores registrem ocorrências de alagamento em suas ruas na Ouvidoria Geral do município através do número 162. "Na última ocorrência, só pôde tirar o Fundo de Garantia aqueles que registraram o alagamento em suas ruas e com os números das casas. Isso é importante para que o cidadão possa, amanhã ou depois, acessar um recurso que pertence a ele e fica sob a gestão de Brasília", disse.

Há ponto de alagamentos nos bairros Itapuã; Coqueiral de Itaparica; Glória; Cobilândia; Cocal; Jardim Marilândia; São Torquato; Praia da Costa; Novo México; Cristóvão Colombo; Ibes; Centro; Jabaeté; Nossa Senhora da Penha; Praia das Gaivotas; Santa Inês; Jardim Guadalajara; Santa Mônica; Araçás; Rio Marinho; Ilha dos Ayres.

 

 

Ver comentários