Notícia

Além da Força Nacional, Cariacica terá R$ 200 milhões em investimento

Além da atuação da Força Nacional, a cidade também deve receber investimentos nas áreas de saúde, saneamento básico e educação

Agentes da Força Nacional vão atuar em Cariacica
Agentes da Força Nacional vão atuar em Cariacica
Foto: Divulgação

A cidade de Cariacica vai receber R$ 200 milhões do Governo Federal para investimentos nas áreas de segurança, educação, saúde e saneamento básico. O repasse dessa quantia foi anunciado, nesta segunda-feira (29), pelo secretário Nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo, durante passagem dele pelo Espírito Santo. 

O secretário afirmou que esse valor de R$ 200 milhões também será repassado para outras quatro cidades do país vão fazer parte do Programa de Enfrentamento à Criminalidade Violenta. A implantação do programa em cada uma delas é dividida em duas fases. A primeira tem como ponto principal a atuação da Força Nacional no patrulhamento de 28 bairros de Cariacica. A tropa com 80 soldados está prevista para chegar ao estado no dia 28 de agosto e com quatro meses de duração.

 

ATUAÇÃO CONJUNTA DE MINISTÉRIOS 

O secretário Guilherme Theophilo explicou que a segunda fase do programa será dividida entre vários ministérios (interministerial) do Governo Federal, com objetivo de trazer melhorias para a cidade nas áreas da saúde, educação, saneamento básico e geração de emprego. Na avaliação do secretário, o projeto das Unidades de Polícia Pacificadoras, desenvolvido para combater o crime no Rio de Janeiro, são um exemplo que não deve ser seguido.

"Nas UPPs do Rio de Janeiro só houve a fase repressiva, não houve o cuidado do estado aparecer nas comunidades com educação, com saúde, saneamento básico e geração de empregos. A grande diferença desse programa nacional é que vai ter essa atuação interministerial. Nós temos R$ 200 milhões para investir em recursos público nessas duas fases do programa", avaliou o secretário.

PLANEJAMENTO DE ATUAÇÃO  

Enquanto os soldados para patrulhamento nas ruas chegam apenas no final de agosto, membros do setor de inteligência da Força Nacional já estão no Espírito Santo desde o início de julho, fazendo o planejamento estratégico do grupo. O secretário Guilherme Theophilo explicou parte dessas ações.

Major da PMSC assume comando de Força Nacional em Cariacica (ES)
Major da PMSC assume comando de Força Nacional em Cariacica (ES)
Foto: PM-SC/Divulgação

"Nós estamos com o pessoal da Polícia Civil e da Força Nacional fazendo o reconhecimento dos principais locais, das manchas criminais, onde nós vamos atuar em conjunto com a Polícia Militar do Espírito Santo, Polícia Civil, Ministério Público e Tribunal de Justiça, para que a gente tenha uma resolução maior da criminalidade", disse o secretário.

> Quem é a major que vai comandar ações da Força Nacional no ES

Na avaliação do secretário, a cidade terá evolução com o andamento do programa de combate à violência. "Eu espero que a população veja que vai reduzir a violência. Eles terão liberdade de ir e vir, as crianças vão para o colégio ou uma festa, e os pais não ficarão preocupados se eles vão voltar ou não. A segurança vai voltar a reinar em Cariacica e em todo o estado do Espírito Santo. Assim como eu espero no Brasil inteiro", concluiu o secretário", opinou o secretário. 

FORÇA NACIONAL EM CARIACICA

A vinda da Força Nacional para Cariacica faz parte da implantação do Programa de Enfrentamento à Criminalidade Violenta do Governo Federal, com o objetivo de reduzir índices de homicídio. A indicação do município levou em consideração as taxas de homicídios entre os anos de 2015 a 2017.

Os trabalhos da Força Nacional acontecerão em conjunto com agentes da Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. O grupo chegará ao estado com 20 viaturas, 100 fuzis e 100 pistolas. O programa realizado em Cariacica também será implementado nas cidades de Ananindeua (PA), Goiânia (GO), Paulista (PE) e São José dos Pinhais (PR).

Chegada de grupo para patrulhamento: 28 de agosto

Quantidade: 100 agentes

Duração: 4 meses

Locais: 28 bairros

Equipamentos: 20 viaturas, 100 fuzis e 100 pistolas

Organização: Dos 100 agentes, 80 ficaram em alojamentos da PM e atuaram no patrulhamento ostensivo. 20 vão atuar na parte investigativa, e ficarão em alojamentos da Polícia Civil

16 bairros escolhidos no primeiros planejamento: Flexal I, Flexal II, Graúna, Padre Gabriel, Alzira Ramos, Castelo Branco, Jardim Botânico, Jardim de Alah, Rio Marinho, Nova Esperança, Nova Rosa da Penha, Bandeirantes, Bela Aurora, Maracanã, Vista Mar e Vila Isabel

12 novos bairros incluídos: Cariacica Sede, Prolar, Aparecida, Porto de Santana, Porto Novo, Itacibá, Nova Brasília, Nova Valverde, Mucuri, Campo Grande e Vila Capixaba.

Ver comentários