Notícia

Problema da erosão em Meaípe, Guarapari, se arrasta há décadas

Há pelo menos 22 anos, o jornal A Gazeta já tinha publicado imagens e reportagens sobre a erosão na região

Problema da erosão em Meaípe, Guarapari, se arrasta há décadas
Problema da erosão em Meaípe, Guarapari, se arrasta há décadas
Foto: Enildo dos Santos | Cedoc | A Gazeta

O trecho da rodovia ES 060, que foi palco de um acidente que poderia ter terminado em tragédia na madrugada desta segunda-feira (22), já tem um longo histórico de problemas. Há pelo menos 22 anos, o jornal A Gazeta já tinha publicado imagens e reportagens sobre a erosão na região.

Nesta segunda-feira, parte do asfalto cedeu e um motorista caiu com o carro dentro do mar. Apesar da gravidade do acidente, Rubens Luiz Kroedd, 69 anos, sobreviveu sem ferimentos

No dia 22 de agosto de 1997 o jornal A Gazeta publicou uma matéria informando sobre o risco de parte da pista no quilômetro 61,5, em Meaípe, desabar em função da erosão no barranco, provocado pela maré alta com ressaca. Questionado, o Departamento de Estradas e Rodagem do Espírito Santo (DER-ES) não soube informar o quilômetro do asfalto que cedeu nesta segunda-feira.

O trecho é sensível a ação dos ventos, das chuva e do mar, devido à falha de vegetação natural, removida durante os serviços de terraplanagem para a construção da rodovia. A erosão já oferece perigo para os veículos que trafegam naquele trecho
Parte de reportagem de 22 de agosto de 1997

Na época, o órgão foi comunicado pela Secretaria Municipal de Transportes para que providenciasse a recuperação do trecho da rodovia em erosão que, inclusive, tinha deixado exposta uma tubulação de água naquela data.

VEJA FOTOS DE 1997

 

 

12 DE JUNHO DE 2017

A erosão em praias continuava preocupando moradores e comerciantes. Em alguns locais, a água do mar já invadia as ruas e derrubava muros e calçadas em Meaípe. Na ocasião, um morador já tinha registrado a água do mar invadindo as ruas. Nas praias, arrancava pedras e os sacos que estavam no local para conter a água, e uma parte do muro caiu.

> Água do mar invade ruas de Meaípe e assusta moradores

"Foi coisa de três horas. O mar bateu e foi destruindo, o pessoal ficou em pânico, porque o mar é violento. Se tivesse crescido mesmo, tinha chegado ao restaurante", disse uma comerciante. O mar já havia derrubado naquela época partes do muro de contenção da orla. Em novembro de 2016, a prefeitura consertou, mas os comerciantes já pediam por algo mais seguro. "Nós vivemos do turismo e do lazer da praia. Sem praia, não temos turismo", disse o comerciante Nhozinho Matos.

Erosão em praia do Espírito Santo | 12 de junho de 2017
Erosão em praia do Espírito Santo | 12 de junho de 2017
Foto: TV Gazeta

14 DE AGOSTO DE 2017

No dia 14 de agosto de 2017, o mar agitado causou destruição na praia de Meaípe, em Guarapari. Árvore foram derrubadas pela força das águas, destruindo ainda mais a orla já castigada pela maré de uma das praias mais famosas do Espírito Santo.

> Orlas de praias do Sul do Estado ficam destruídas após ressaca

24 DE AGOSTO DE 2017

Naquela semana, a ressaca derrubou o resto do muro e invadiu a avenida Santana, conhecida como Beira Mar, em Meaípe.

16 DE ABRIL DE 2018

Um trecho da Rodovia do Sol, que liga Guarapari a Anchieta, foi castigado pela força do mar agitado. O asfalto foi destruído.

23 DE OUTUBRO DE 2018

Muro e árvores caíram após ventos e ondas fortes em Meaípe. O local já sofria com a maré alta e erosão. Era possível ver os destroços do muro e as árvores tombadas na rua. Com a realidade, a movimentação de turistas no local ficou prejudicada.

PREFEITURA DIZ TER FEITO DIVERSAS INTERVENÇÕES

- Trecho de competência do Governo | DER (Rodovia ES 060)

Segundo a prefeitura, no trecho onde houve maior avanço do mar e aconteceu a queda de um veículo, trata-se de trecho rodoviário estadual (Rodovia ES-060) a responsabilidade é do do Governo Estadual/DER. "A Defesa Civil municipal sinalizou o local. Também já acionamos o Estado", informou por meio de nota.

- Trecho de competência do município (orla de Meaípe)

Dezembro/2017

Praia de Meaípe - Primeiro trecho do muro de arrimo de 300 metros. Aproximadamente R$600 mil (concluída)

Novembro/2018

Praia de Meaípe - Segundo trecho do muro de arrimo de 61 metros. Valor de R$126mil (concluída)

Julho/2019

Praia de Meaípe - Terceiro trecho do muro de arrimo de 250 metros. Aproximadamente R$465mil (ordem de serviço assinada, obra a ser iniciada)

Praia de Meaípe - Revitalização da orla (calçadão na orla Meaípe). Aproximadamente R$ 900 mil (ordem de serviço assinada, obra a ser iniciada

O QUE DIZ O DER-ES

Questionado sobre o que foi feito no trecho desde 1997, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-ES) informou que, desde janeiro de 2019, quando o novo governo assumiu, vem monitorando o local por meio de uma equipe de engenheiros. 

> Guarapari planeja obras para conter avanço da erosão na orla de Meaípe

"Com o agravamento da situação, causada pela ressaca que atinge todo o Brasil e o nosso litoral capixaba, o governador Renato Casagrande determinou que se priorize o projeto para solução definitiva das contenções de maré na região de Meaípe", disse o órgão em nota.

Ver comentários