Notícia

Tinder do voto: plataforma permite "match" entre políticos e eleitor

Ferramenta "Tem Meu Voto" direciona usuários a encontrarem candidatos que tenham ideias que compactuam com as deles

Plataforma "Tem Meu Voto" ajuda eleitor a encontrar o candidato ideal
Plataforma "Tem Meu Voto" ajuda eleitor a encontrar o candidato ideal
Foto: Reprodução

Em uma das eleições mais imprevisíveis dos últimos tempos, uma ferramenta que se destaca por ter um sistema de funcionamento parecido com o do "Tinder" tem ajudado o eleitor a escolher ou pelo menos identificar os candidatos que mais se aproximam de seu ideal político. Para ajudar o eleitor a optar por um entre tantos nomes, o site "Tem Meu Voto", que mostra o nome mais adequado para cada cargo a partir de sete perguntas sobre temas como temas variados.

A ferramenta funciona como um "Tinder da eleição", que permite que eleitores deem um "match" nos candidatos que tenham estratégias de governo que os agradem. Após responder o questionário, que dura em torno de quatro minutos, o site apresenta a lista de candidatos por ordem de afinidade com o eleitor, baseando-se nos programas de governo.

Leia também

Através da ferramenta é possível escolher um candidato a deputado federal ou estadual e a senador em qualquer parte do país. É o que explica o cientista político e coordenador do serviço Leandro Machado, em entrevista à Rádio CBN.

"Os candidatos foram convidados a responder as mesmas perguntas que são respondidas pelos eleitores na plataforma. Isso faz com que o eleitor conheça o perfil de cada um dos candidatos. Mas, para complementar os dados, também recolhemos informações de órgãos oficiais como o TSE, Tribunal Superior Eleitoral, tribunais regionais federais e outras instituições federais", comentou.

O responsável pelo projeto afirma que o "Tem Meu Voto" tem isenção política e foi financiado por pessoas físicas e organizações independentes. Leandro Machado diz que o trabalho contou com a contribuição voluntária de jornalistas, além de profissionais de tecnologia da informação, ciências sociais, design e redes sociais.

Ver comentários