Notícia

6 questões sobre emprego temporário e efetivação

Como se destacar entre as centenas de pessoas que disputam uma vaga? Como se integrar à equipe? Veja dicas!

Com a chegada das festas de final de ano e das férias, surgem oportunidades de trabalho temporário no comércio, em áreas ligadas ao turismo, alimentação, entre outros setores. Num ano de crescimento do número de desempregados no Brasil, conseguir um emprego nesta época pode dar um bom alívio financeiro. Mas, como se destacar entre as centenas de pessoas que disputam uma vaga?

O coach e consultor em gestão de pessoas e professor da FGV, Randes Enes,  respondeu seis questões sobre o tema e forneceu dicas valiosas para quem deseja conseguir um emprego temporário e ser efetivado. 

1- Como posso ter um bom desempenho em uma entrevista?

Elabore seu currículo conforme a oportunidade oferecida pela empresa, ou seja, destaque as competências e experiências de acordo com a vaga oferecida. Seja ético e verdadeiro nas respostas e cuide da sua imagem nas redes sociais. Na entrevista, observe sua postura - corpo, mãos, ritmo e tom da voz -, e atenção ao vocabulário (evite falar gírias) e seja você mesmo! A autenticidade é fundamental para criar valor para o entrevistador.

2- Devo aceitar um emprego em uma área ou função que não é a que eu desejo?

Se a intenção do empregado temporário for a efetivação, então, é fundamental que selecione uma oportunidade com a qual tenha afinidade e/ou teve alguma experiência anterior. Uma boa oportunidade de trabalho é desempenhada com naturalidade e traz satisfação pessoal, nela percebemos que podemos desenvolver novas potencialidades e sentimos que a nossa energia continua em alta no dia a dia de trabalho.

3- Como me integro mais rapidamente à equipe?

A comunicação assertiva para estabelecer relacionamentos é fundamental para criar empatia e, com isso, mostrar mais facilmente as competências técnicas. Hoje em dia, vivemos o paradoxo do Q.I. (Quociente de Inteligência) e o Q.E (Quociente Emocional), ou seja, não basta apenas ser inteligente, é preciso ser simpático, ser afável com as pessoas, mostrar comprometimento com as tarefas e com a equipe. O Q.E. também é fundamental.

4- Vale a pena fazer um pouco mais do que atribuições da vaga?

Quando a empresa busca um profissional temporário, ela precisa resolver um "gargalo" no seu processo e por isso necessita desta mão de obra para suprir uma demanda sazonal. Assim, a melhor forma de se destacar entre os "novatos" é ser mais proativo, ou seja, fazer além daquilo que foi solicitado ou até mesmo além da sua função. Por isso, existe uma grande diferença entre o Empenho X Desempenho. O empenho é fazer aquilo que foi solicitado e o desempenho é fazer além daquilo que foi solicitado.

5- Como mostrar serviço sem ganhar inimigos entre as pessoas que já trabalham no local?

Neste momento é muito importante conquistar as pessoas para o seu lado, pois você pode ser um forte concorrente para algumas delas, que já estão há mais tempo na empresa. A presença de um novo colega pode não ser muito bem vista para aquele time. Por isso, mostre integridade, pois sua integridade deriva do autoconhecimento, honestidade e maturidade. Conheça seus pontos fortes e fracos, aja de acordo com seus princípios e aprenda a trabalhar com os outros. Outro ponto importante é ter uma clara ideia do que quer fazer - profissional e pessoalmente - e manter a força para persistir diante de adversidades e, até mesmo, dos fracassos. Além disso, mostre interesse em conhecer a história de vida e profissional das pessoas que integram a equipe.

6- Não fui efetivado. O que devo fazer?

Primeira coisa: bola para frente. O mundo não vai acabar, pois você pode ter se candidatado para a vaga errada e, além disso, nem sempre a empresa que contrata pode efetivar os temporários. É importante que ouça atentamente o feedback do seu chefe, identifique quais foram as competências e qualificações destacadas, para que possa direcionar a sua próxima escolha.

Ver comentários