Notícia

Planta da maconha está se tornando um ingrediente de beleza

Marcas apostam na cannabis para skincare e maquiagem

Milk Makeup também apostou na nova moda dos produtos de beleza: os papéis de absorver a oleosidade da pele são feitos com fibra de maconha
Milk Makeup também apostou na nova moda dos produtos de beleza: os papéis de absorver a oleosidade da pele são feitos com fibra de maconha
Foto: Instagram | Reprodução

Com a discussão sobre a legalização da maconha em alta nos Estados Unidos, cada vez mais marcas de beleza têm investido em Cannabis, planta que dá origem a droga, como um de seus ingredientes. Em pesquisas recentes, foi descoberto que a planta possui um princípio ativo, chamado CBD, que possui benefícios antioxidantes e antiinflamatórios, e não é psicoativo. A CAP Beauty já colocou à venda um óleo que possui CBD, chamado The Daily Hit. No site da Vertly, uma marca de batons para os lábios, também possui uma versão com o princípio ativo.

Porém, como não são todos os estados do país que tornaram legal a Cannabis, ainda existe medo na indústria de investir no ingrediente e, eventualmente, ter que retirar os produtos de prateleiras de lojas. Por isso, é mais comum encontrar produtos que possuem o cheiro da planta criado sinteticamente, como o sabonete líquido da Maliz+Goetz, ou que usem óleo de sementes de Cannabis, como a coleção Hemp, da The Body Shop.

Leia também

E estes produtos têm se tornado queridinhos dos consumidores. O óleo da CAP Beauty esgotou em suas primeiras horas de venda e a linha Hemp, da The Body Shop, está sempre entre as mais vendidas da marca. Entrando na onda, a marca Milk Makeup também se inspirou na maconha. Em seu site, é possível comprar papéis que absorvem o óleo da pele, feitos de fibra de Cannabis. Com uma divulgação divertida, a marca também deixa claro que é possível enrolar baseados com o produto.

Ver comentários