Notícia

Combustíveis ficaram mais caros na Grande Vitória em 2017

O médico Jorge Portratz diz gastar R$ 180 por semana com gasolina. Ele reclamou dos reajustes no ano passado
O médico Jorge Portratz diz gastar R$ 180 por semana com gasolina. Ele reclamou dos reajustes no ano passado
Foto: Rafael Silva

O ano de 2017 começou com os moradores da Grande Vitória pagando mais caro para andar de carro. Segundo dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP), os combustíveis nos postos da região metropolitana tiveram um reajuste médio de 3,3% entre o dia 1º de janeiro e o dia 21, com destaque para o etanol, que teve um aumento de R$ 0,21 no preço do litro.

A maior variação se deu em Vitória, onde o etanol passou de R$ 3,14 para R$ 3,45, um aumento de 9,87%. O diesel também subiu de preço. No início de janeiro o litro era vendido por R$ 2,97, mas registrou um preço médio de R$ 3,07 na última semana. Vila Velha é onde o diesel ficou mais caro, sendo vendido a R$ 3,09, uma diferença de R$ 0,15.

Já a gasolina se manteve praticamente estável, com uma alta de R$ 0,01 e terminando a última semana com um preço médio de R$ 3,66 por litro, uma alta de 0,27%. Em alguns municípios, ela chegou a diminuir o preço. O levantamento da ANP mostra que Cariacica e Vila Velha tiveram redução de R$ 0,02 e R$ 0,03, respectivamente.

O comerciante Marivaldo Rosa gasta todos os meses R$ 1,5 mil com combustível. Dono de um carro flex, que pode ser abastecido tanto com etanol como gasolina, ele diz que o aumento do etanol foi muito grande e já não compensa escolher pelo álcool.

"O etanol está quase o mesmo preço da gasolina e tem um rendimento menor. Já faz um tempo que só venho utilizando gasolina, que também está com o preço alto. Como utilizo muito o carro, qualquer aumentozinho já faz diferença no fim do mês", afirma.

O médico Jorge Portratz também utiliza com maior frequência a gasolina e espera que o preço do combustível sofra menos aumentos do que no ano passado.

"A gente precisa abastecer todos os dias e acabamos ficando refém do preço, não tem muita escapatória. Moro em Vila Velha e trabalho aqui, todos as semanas minha despesa com gasolina fica no mínimo em R$ 180", conta.

O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado (Sindipostos) ressalta que os postos são repassadores de custos. "Os responsáveis pela formação do preço dos combustíveis são as distribuidoras, os governos estaduais e federal, as usinas de álcool, a Petrobras e o modal rodoviário, que tem alto custo para os postos do Espírito Santo.

É importante frisar, também, que o preço dos combustíveis é livre, sofre influência de diversos outros fatores e pode sofrer oscilações para cima ou para baixo. Cada revendedor estabelece seu preço de venda conforme custos, inclusive os de aquisição junto à distribuidora, e estratégia de mercado", informou o sindicato, por nota.

Preços médios dos combustíveis

Gasolina:

Grande Vitória: De R$ 3,65 em 1º de janeiro para R$ 3,66 no dia 21.

Vitória: De R$ 3,64 em 1º de janeiro para R$ 3,67 no dia 21.

Vila Velha: De R$ 3,67 em 1º de janeiro para R$ 3,64 no dia 21.

Serra: De R$ 3,64 em 1º de janeiro para R$ 3,69 no dia 21.

Cariacica: De R$ 3,66 em 1º de janeiro para R$ 3,69 no dia 21.

Etanol

Grande Vitória: De R$ 3,18 em 1º de janeiro para R$ 3,39 no dia 21.

Vitória: De R$ 3,14 em 1º de janeiro para R$ 3,45 no dia 21.

Vila Velha: De R$ 3,33 em 1º de janeiro para R$ 3,41 no dia 21.

Serra: De R$ 3,14 em 1º de janeiro para R$ 3,43 no dia 21.

Cariacica: De R$ 3,13 em 1º de janeiro para R$ 3,27 no dia 21.

Diesel

Grande Vitória: De R$ 2,97 em 1º de janeiro para R$ 3,07 no dia 21.

Vitória: De R$ 2,99 em 1º de janeiro para R$ 3,08 no dia 21.

Vila Velha: De R$ 2,94 em 1º de janeiro para R$ 3,09 no dia 21.

Serra: De R$ 3,01 em 1º de janeiro para R$ 3,07 no dia 21.

Cariacica: De R$ 2,96 em 1º de janeiro para R$ 3,04 no dia 21.

Ver comentários