Notícia

Empresas capixabas arrematam oito campos de petróleo no Espírito Santo

Estado tem 31 campos de petróleo em leilão de áreas para exploração e produção

Empresas do Estado arremataram seis campos de petróleo no ES
Empresas do Estado arremataram seis campos de petróleo no ES
Foto: Carlos Alberto Silva

As empresas capixabas Imetame, Vipetro e Berterk arremataram oito campos de petróleo terrestres no Espírito Santo, na 14ª Rodada de leilão de áreas para exploração e produção de petróleo e gás natural realizada nesta quarta-feira (27) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Foram 19 blocos em terra ofertados no Estado.

Os campos terrestres foram oferecidos em dois setores. No primeiro (SES-T4), três foram comprados. As capixabas Imetame, Vipetro e Bertek arremataram um bloco cada. O valor total das propostas desse setor foi de R$ 934 mil. Quatro campos não obtiveram nenhum lance. O investimento previsto para esses blocos é de R$ 2,9 milhões.

Leia também

No segundo setor terrestre (SES-T6), foram cinco blocos comprados dos 12 ofertados. A Imetame arrematou três, e a Vipetro e a Bertek arrematou um cada. O total das propostas pelo setor foi de R$ 3 milhões. O investimento previsto é de R$ 15,9 milhões. Os campos terrestres ofertados abrangem os municípios de Conceição da Barra, Jaguaré, Linhares e São Mateus.

Já nos campos marítimos, foram dois setores ofertados na Bacia do Espírito Santo. O primeiro (SES-AP1) não recebeu nenhuma oferta das empresas participantes. Já o segundo (SES-AP2) teve dois dos seis blocos arrematados pela chinesa CNOOC Petroleum, que ofertou R$ 23,5 milhões por um bloco, e pela espanhola Repsol, que propôs R$ 23,1 milhões por outro bloco. Assim, o bônus total dos blocos arrematados na Bacia do Espírito Santo foi de R$ 46,6 milhões.

BACIA DE CAMPOS

Dois dos quatro campos da Bacia de Campos localizados no litoral capixaba foram arrematados pela estadunidense Exxonmobil, com bônus total de R$ 63 milhões. Os outros dois não obtiveram lances.

Já o campo C-M-210, no setor SC-AP3, que se localiza parcialmente no Estado do Espírito Santo, na divisa com o Rio de Janeiro, foi arrematado pelo consórcio formado entre a Petrobras e a estadunidense ExxonMobil, com bônus de assinatura de R$ 12,9 milhões. Esse campo tem potencial para descobertas no pré-sal, embora a área seja ofertada sob regime de concessão e esteja fora do polígono estabelecido na Lei nº 12.351/2010.

ENTENDA

Campos terrestres

Setor SES-T4

Vencedores: as capixabas Imetame e Vipetro, além da Bertek arremataram um bloco cada

Proposta: total de R$ 934 mil

Setor SES-T6

Vencedor: Imatame arrematou três blocos. Vipetro e Bertek arremataram um bloco cada

Proposta: R$ 3 milhões

Bacia do Espírito Santo

Setor SES-AP1

Não recebeu nenhuma proposta

Setor SES-AP2

Vencedores: Chinesa CNOOC Petroleum arrematou um bloco e espanhola Repsol arrematou outro

Proposta: R$ 23,5 milhões da CNOOC e R$ 23,1 milhões da Repsol

Bacia de Campos

Setor SC-AP1

Vencedor: Estadunidense Exxonmobil arrematou dois blocos

Proposta: bônus total de R$ 63 milhões

Setor SC-AP3 (campo C-M-210)

Vencedor: Consórcio formado entre a Petrobras e a estadunidense ExxonMobil

Proposta: R$ 12,9 milhões