Notícia

Tecnologias aliadas à agricultura trazem bons resultados para a produção

A primeira palestra do evento enfatizou a importância de inovar na produção através da implantação de movas tecnologias.

Palestra "A reinvenção do Agronegócio".
Palestra "A reinvenção do Agronegócio".
Foto: Landerson Vieira

Repensar o mercado agricultor, buscando implementar alternativas que em curto, médio e longo prazo tragam melhorias para a vida do produtor rural é o objetivo da primeira edição do “TecnoAgro'' que acontece nesta sexta (24) e sábado (25).

Após a abertura, os participantes acompanharam a primeira palestra do dia: “A reinvenção do Agronegócio”, mediada pela apresentadora do Jornal do Campo, da TV Gazeta, Cláudia Gregório. O secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto e o jornalista e líder de plataforma e curador da StartAgro, Clayton Melo foram os responsáveis em discorrerem sobre tema.

Dentre as iniciativas para levar as tecnologias para os trabalhadores rurais estão as “Agtechs”, que são startups especializadas em desenvolver soluções voltadas para a economia do campo. “O agronegócio é muito importante para o desenvolvimento econômico do país. E essas 'Agtechs' precisam do investimento de políticas públicas para fomentar ideias e alavancar o crescimento dos produtores”, enfatizou Neto.

Levar a tecnologia para o produtor rural, seja ele de pequeno ou grande port

Estudantes do Ifes levaram projetos para o evento.
Estudantes do Ifes levaram projetos para o evento.
Foto: Nadine Alves

e é levar também a informação, é o que destacou Clayton Melo: “O produtor, no final da safra, tem o resultado, mas em muitos casos ele não tem aquilo digitalizado ou um aplicativo para medir como foi o processo de plantio, colheita e até mesmo a criação. Sem essa medição, ele pode estar despediçando, e consequentemente, perdendo dinheiro, tudo isso sem saber”, ressaltou Melo.

O Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) de Colatina, trouxe cinco projetos tecnológicos inovadores. Dentre eles, a Suinocultura, que tem a função de regular a temperatura do ambiente em que estiver os porcos. "Quando o calor do ambiente sobe, a luz desligará automaticamente. Isso resulta em ganho para o produtor, mantendo a saúde e o bem estar animal”, pontuou o professor do instituto Nilson Moraes


Clayton ainda reforçou a importância do empreendedor tecnólogo entender a realidade do produtor e ter paciência na hora de oferecer a tecnologia. “Os valores e quais tecnologias variam muito de produtor para produtor. É preciso uma avaliação para que o trabalhador rural identifique suas necessidades junto ao especialista em tecnologia para o campo”, concluiu ele.

O Tecnoagro é um evento realizado pela A Gazeta e acontece nesta sexta-feira (24) e sábado (25), durante o dia. O evento visa discutir ações e soluções tecnológicas que contribuem para o mercado agropecuário do Espírito Santo. A entrada é gratuita.


 

Ver comentários