Notícia

Decoração de Natal em condomínio precisa de autorização?

Saiba como deixar a casa mais bonita nesta época do ano sem ferir as regras do prédio

As tradicionais guirlandas de porta e os tapetes podem ser mantido
As tradicionais guirlandas de porta e os tapetes podem ser mantido
Foto: Freepik.com

A partir da última semana de novembro as tradicionais decorações de Natal tomam a cidade. É difícil achar um condomínio que não embarque no espírito natalino, mas você conhece as regras?

Apesar de as normas de condomínio não permitirem alterações de fachada, a diretora da administradora da Real Administradora, Caroline Rosestolato, afirma que a decoração de Natal não se enquadra nesta discussão.

“As decorações de Natal costumam ser similares, parecidas entre si, por isso, não geraram discussões. Mas, é claro, elas não podem ultrapassar a própria janela ou varanda, só se for um acordo entre vizinhos”.

Para o gerente da Suprema Administração de Condomínios, Everton Zardo, o assunto é um pouco mais complexo. “É preciso pensar na segurança, as luzes e os enfeites devem estar bem presos para não provocarem um acidente. Também é necessário que estejam em perfeito estado, para não entrar em curto-circuito. Por este motivo, o mais adequado seria levantar o assunto em uma reunião, para que a gestão oriente sobre este aspecto ou informar por circulares”, alerta o profissional.

As tradicionais guirlandas de porta e os tapetes podem ser mantidos. Colocar árvores ou outros elementos decorativos no corredor, por outro lado, não é permitido. “O corredor é área comum, não deve ser ocupado com itens pessoais. Além disso, pode obstruir a passagem e causar um acidente”, diz Caroline.

EM CONJUNTO

É muito comum que a gestão do condomínio promova uma decoração para todo o prédio. “Todos os meses, o síndico pode gastar até três salários mínimos sem autorização dos moradores. Se a ornamentação ficar dentro deste teto, não será preciso fazer um novo rateio ou aprovar em assembleia. Se for uma coisa mais elaborada, é preciso discutir com os moradores”, informa a diretora.

Segundo Everton esta decoração costuma ser reaproveitada todos os anos, por isso, o investimento não fica tão alto.

Ver comentários