Notícia

Charme vintage com toques de modernidade

Apartamentos antigos podem ser adaptados ao estilo de vida atual sem perder a identidade

Morar em um apartamento antigo tem as suas vantagens. Eles são mais espaçosos, muitas vezes, estão localizados em centros econômicos e financeiros e têm preço mais acessível. Por isso, uma tendência do décor é adequá-los para o estilo de vida atual, aproveitando ao máximo seu charme próprio.

A arquiteta Estela Netto fez diversas intervenções em um apartamento antigo. O ambiente foi remodelado commóveis funcionais, estilosos e feitos sob medida. A profissional integrou a cozinha com as salas de jantar e estar, agora interligadas por meio de uma porta de correr. O elemento ajuda na versatilidade dos espaços, permitindo separação de ambientes no dia a dia e circulação na hora de cozinhar com a família e os amigos.

Leia também

Já o arquiteto José Daher Filho propôs uma nova ambientação para um imóvel com mais de 20 anos, localizado na Praia do Canto, em Vitória. O piso em mármore italiano e o rebaixamento de gesso foram mantidos. “O acabamento em gesso é bem trabalhado. Porém, neutralizado com a retirada da iluminação embutida nas sancas”.

Na decoração foi usado um acervo de obras de arte, incluindo objetos e móveis antigos adquiridos ao longo da vida do casal. E, para destacá-los, foi utilizada iluminação pontual.

Daher ressalta ainda que é possível manter os materiais nobres da construção original, propondo a restauração. “Alguns exemplos são o piso de madeira ou mármores antigos, que podem ser revitalizados, levando maior sofisticação e aconchego ao ambiente”.

Outro arquiteto, Levy Netto, apostou no revestimento para transformar um apartamento antigo. O dono pretendia integrar os antigos ambientes- sala de jantar, sala de estar, cozinha e varanda - em um único espaço de convívio. “A escolha do revestimento foi o ponto de partida para o piso da sala, realçando todo o mobiliário e as obras de arte”.

Para dar uma sensação de ampliação do espaço de convivência, o arquiteto usou o mesmo piso para a sala de estar e cozinha, já que o cliente tinha definido que queria um projeto amplo e minimalista.

“Só de substituir o revestimento, que estava defasado pela época, foi possível valorizar o apartamento antigo e deixá-lo mais moderno”, diz Levy.

Ver comentários